Mimesis do fascismo

Presente na programação do 13° Festival de Cinema Judaico, o Filme “A Onda” recria sinais do fascismo em sala de aula

Baseada num fato real ocorrido numa escola do ensino médio da Califórnia em 1967, a história foi transposta para a Alemanha de hoje e procura desvendar as pequenas nuances do fascismo.

divulgação
Festival de Cinema Judaico

O filme conta a história de um jovem professor que encabeça um projeto com seus trinta alunos, transformando a sala de aula num pequeno cosmo regido pelo autoritarismo.

Pequenas atitudes como chamar o professor de “senhor” e fazer a turma aderir ao uso de uniforme para eliminar as diferenças e individualidades, são algumas das táticas utilizadas pelo professor. A experiência é levada as últimas conseqüências, tornando-se, uma advertência sobre as raízes do fascismo.

O experimento foi realizado na vida real, em 1967, em Palo Alto, na Califórnia. Ron Jones, o professor de história que realizou o estudo, serviu como consultor do filme. Dirigido por Dennis Gansel, “A Onda” foi apresentado no festival de Sundance e bem recebido pelo público.

Onde: -Rua Augusta, 2075 | t. 3087-0500

Quanto: Ingressos à venda no local – R$ 8,00 (inteira) | R$ 4,00 (meia-entrada);