Obras de grandes autores ganham versões acessíveis e gratuitas

Clarice Lispector, Letícia Wierzchowski, Francisco Marins e Moacyr Scliar estão entre os escritores adaptados

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Nesta terça-feira, 22, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo anunciou o lançamento de obras literárias em diversos formatos: libras, legenda, áudio, imagem e leitura fácil. Ação faz parte do programa Leitura Inclusiva.

 Obras ganham versões acessíveis e gratuitas

A iniciativa, que disponibiliza 13 títulos, adaptou “Come, menino”, de Letícia Wierzchowski, “A Mulher que Matou os Peixes”, de Clarice Lispector, “Um Sonho no Caroço de Abacate”, de Moacyr Scliar e “A Aldeia Sagrada”, de Francisco Marins.

As obras são acessadas no site depois do preenchimento de um cadastro. Os livros são apresentados em diversos recursos de acessibilidade, como narração e texto em português, audiodescrição e animação das imagens, tradução e interpretação em Libras e leitura fácil.

O programa da SEDPcD, em parceria com o Centro de Tecnologia e Inovação (CTI) e a ONG Mais Diferenças, prevê a realização de oficinas de formação e de sensibilização de profissionais da cultura às práticas acessíveis e inclusivas voltadas à leitura.

Compartilhe: