BBB 20: Globo ignora suposto assédio de Petrix e público se revolta

Os internautas acusam o participante de ter assediado Bianca (Boca Rosa) e a emissora de 'passar pano' por ignorar o caso

Por: Redação

A TV Globo ainda não se pronunciou sobre o suposto caso de assédio de Petrix Barbosa, no Big Brother Brasil (BBB20), na madrugada de sábado, 25, e público se revolta. A cena, que aconteceu durante a primeira festa da vigésima edição do reality foi exibida pela emissora, no sábado a noite, mas em seguida o apresentador,  Tiago Leifert não fez nenhum comentário.

bbb20 petrix assédio
Crédito: Reprodução / GloboA cena da festa repercutiu nas redes sociais

Petrix abraçou Bianca (Boca Rosa) pelos seios e a chacoalhou. Ela estava aparentemente bêbada e fragilizada após a briga com Rafa Kalimann no começo da noite. O público do BBB 20 se indignou com a situação e a classificou como assédio sexual, principalmente pelo fato de que a sister não estar sóbria para reagir.

Até o momento, a Globo não respondeu às críticas e Petrix permanece na casa. Telespectadores acreditam que a emissora ao ignorar o caso, está acobertando um assédio. Veja a repercussão:

Machismo no BBB

A casa do Big Brother Brasil já foi palco de outras situações de machismo. No vídeo abaixo, a Catraca Livre relembra alguma delas:

Como denunciar assédio

O suposto assédio no Big Brother Brasil gerou um debate nas redes sociais sobre os muitos casos em que mulheres são vítimas de toques sem consentimento, principalmente quando estão bêbadas. Se você passou por uma situação como esta, é possível denunciar. Veja como:

O que fazer caso eu seja vítima de um assédio?

  • Peça ajuda a quem estiver por perto e acione policiais que estiverem no local. Depois, registre um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima. Casos assim não podem ser registrados por boletim de ocorrência online;
  • Guarde todas as informações que conseguir referentes ao assédio: anote o dia, horário e local, nome e contato de testemunhas, características do agressor, tire fotos, filme etc. Verifique também se há câmeras no local do crime, pois, a partir disso, as imagens poderão ser solicitadas. Quando fizer o boletim de ocorrência ou qualquer outro tipo de denúncia, é importante levar o maior número de provas do ocorrido. Isso inclui vídeos e fotos no celular, testemunhas, conversas em redes sociais, entre outras. As autoridades policiais precisam de material para conduzir a investigação e a depender do caso, repassar para o Ministério Público. Muitos casos não seguem por falta de provas ou falta de indícios de quem é o autor;
  • Infelizmente, é comum o uso de drogas como “Boa Noite Cinderela” e outras para que a vítima fique sonolenta e mais suscetível ao estupro. Caso o abuso tenha ocorrido através desta prática, é importante que a vítima faça o Exame Toxicológico (através de exame de sangue e urina) em no máximo 5 dias após a ingestão. O ideal é realizar o exame o quanto antes possível;
  • Você pode fazer uma denúncia pelos telefones da Polícia Militar (190) e do Disque 180;
  • É importante ressaltar que a autoridade policial não pode se recusar a registrar a ocorrência. Infelizmente, há casos em que a autoridade policial tenta dissuadir a vítima de fazer o boletim. Caso isso aconteça, registre uma reclamação na ouvidoria do órgão em que ocorreu a recusa. Sendo ineficaz, procure o Ministério Público local para denunciar a recusa e o crime.

Saiba mais neste link.