Blogueira responde críticas de paquera do Tinder sobre seu corpo

Por: Redação | Comunicar erro

A blogueira e gerente de um café em Londres, Michelle Thomas, 30 anos, escreveu uma resposta a um paquera no Tinder que disse que ela “muito gorda” para seus padrões de beleza. Depois de saírem uma vez, o homem mandou uma mensagem dizendo que ela era “muito interessante”, mas que seu corpo não era atrativo. As informações são do site “Marie Claire“.

A carta aberta ao “paquera do Tinder”, publicada em seu blog e página do Facebook, viralizou na internet e foi reproduzida milhares de vezes. No texto, ela conta que saiu com o rapaz a um pub em South Bank, jantaram e depois andaram às margens do rio Tâmisa.

A carta aberta ao “paquera do Tinder” viralizou na internet (Foto: Reprodução)

No dia seguinte, a blogueira diz ter recebido a mensagem: “Eu realmente adorei sua companhia e adorei você. Você é irreverente e engraçada que eu adoraria sair mais se meu corpo e mente deixassem, mas acho que não. Não quero enganar você… Gostei pra c*** de você, Michelle, e acho que é uma das meninas mais bonitas com quem já saí. Mas estou procurando por alguém mais magra”.

E o homem ainda completa: “Eu poderia sair com você de novo e nós teríamos uma noite incrivelmente divertida, mas tenho esse pressentimento ruim que quando ficássemos pelados, meu corpo ia me decepcionar. E não quero que isso aconteça, baby”.

O homem enviou uma mensagem dizendo que o corpo da britânica não era atrativo (Foto: Reprodução)

Depois de ler o texto, Thomas conta que chorou, mas resolveu compartilhá-la em sua página no Facebook e no blog, junto com uma resposta. Leia um trecho:

“Querido paquera do Tinder, você não tem que gostar de mim. Nós todos temos amigos que olhamos de vez em quando e pensamos: ‘Você é muito legal, mas não me atrai’ e tudo bem. O que não é legal é que, após algumas horas em minha companhia, você levou um tempo para escrever essa mensagem totalmente desnecessária. Não é nada mais que sadismo”.

Veja a reportagem na íntegra.

Compartilhe: