Campanha #MeDeixa defende o direito da mulher de mandar no próprio corpo

Por: Fernanda Miranda Comunicar erro

Aos 24 anos de idade, a designer Julia Aurea diz para quem quiser ouvir que não perdeu a virgindade e não se preocupa com isso. “Nunca transei. Nunca me apaixonei e não tenho vontade de transar só por transar. Não tem nada a ver com religião. Minha família e as minhas amigas me cobram arrumar um namorado, como se eu fosse infeliz ou frustrada sozinha. Não tem nada a ver! A decisão é minha. Parem de se preocupar com minha vida sexual. O corpo é meu e estou feliz assim.”

Com esse relato, a designer torna-se uma das protagonistas da campanha #MeDeixa, uma iniciativa da revista “Marie Claire” que defende que as mulheres tenham pleno controle sobre seus corpos.

FOTO: GABRIEL RINALDI / MARIE CLAIRE
A designer Julia Aurea

Além dela, outras mulheres participam do projeto e, com suas escolhas pessoais, debatem o direito de elas tomarem decisões sobre suas vidas sem nenhum tipo de condenação ou julgamento. Quer participar do projeto? Publique uma foto contando sua história e marque as hashtags #MeDeixa, #MeDeixabyMC,#NoMeuCorpoMandoEU e #MarieClaireBR.

Confira outras histórias divulgadas pela revista:

Carolina Ferraz

FOTO: BOB WOLFENSON / MAIRE CLAIRE
A atriz Carolina Ferraz

Mãe aos 46, a atriz revela que engordou 18 quilos e teve depressão. Na campanha, ela defende seu direito de amamentar em público. “Amamentei minhas duas filhas com naturalidade. Se elas estavam com fome no meio de uma praça ou restaurante, por exemplo, dava o peito na hora. Existe algo mais natural do que uma mãe amamentar seu filho? Não entendo como isso pode causar incômodo ou chocar… As pessoas estão muito intolerantes.”(Leia a reportagem na íntegra aqui).

Carolinie Figueiredo

FOTO: DARYAN DORNELES / MARIE CLAIRE
A atriz Carolinie Figueiredo

A atriz conta que teve seu filho Theo, de 1 ano, em casa. “Tive em casa, com a ajuda de uma doula, como eu sonhava. A decisão sobre o parto, seja natural ou cesárea, é nosso direito. E tem que ser respeitada.” (Leia a reportagem na íntegra aqui).

Ana Paula Nogueira

FOTO: DARYAN DORNELES / MAIRE CLAIRE
A produtora e cineasta Ana Paula Nogueira

A produtora e cineastas de 35 anos diz que, por fazer topless, já foi chamada de “puta”. “Topless é minha bandeira contra o preconceito e a hipocrisia. Criei o #toplessinrio como um manifesto pelo direito sobre meu corpo.” (Leia a reportagem na íntegra aqui).

Compartilhe:

1
11:28
Netflix: 4 motivos para assistir o filme de Breaking Bad
Está ansioso para assistir "El Camino: A Breaking Bad Film"? Pode ficar tranquilo que a estreia mundial pela Netflix é …
2
04:44
Netflix: nova temporada da série ‘Explicando’ investiga a mente humana
https://youtu.be/W7LcbbWltb0
3
04:20
Netflix: “Life Animated”- uma história sobre autismo, Disney e amor
Hoje a dica do "Cultura em Casa" é um documentário lindo que vai surpreender você: "Life Animated". O filme conta a …
4
04:50
Netflix: “Indústria Americana” mostra choque de culturas
https://www.youtube.com/watch?v=VWbbLQ3xLNo Hoje a dica do "Cultura em Casa" é o documentário "Indústria Americana", lançamento original da Netflix. O filme mostra o …
5
05:26
Como os Beatles mudaram a minha vida — parte 3
Como seria o mundo sem a inovação e energia que a música ganhou pós-Beatles. Imaginou? E se as pessoas também …
6
06:05
Prepare-se: ‘Matrix 4’ vem aí com Keanu Reeves confirmado no elenco.
Você assistiu aos filmes da trilogia "Matrix"? Hoje a dica do "Cultura em Casa" é um convite para você mergulhar …
7
05:14
Como os Beatles mudaram minha vida: parte 2
Como seria o mundo sem a inovação e energia que a música ganhou pós-Beatles. Imaginou? E se as pessoas também …
8
04:15
Como os Beatles mudaram minha vida: parte 1
Como seria o mundo sem a inovação e energia que a música ganhou pós-Beatles. Imaginou? E se as pessoas também …