Últimas notícias:

Loading...

Chefe responde cliente que falou que local do restaurante é ‘perigoso’

O restaurante Mocotó fica no bairro da Vila Medeiros, no extremo norte da cidade de São Paulo

Por: Redação

O chef Rodrigo Oliveira, anfitrião do restaurante Mocotó, publicou em suas redes sociais na tarde deste último domingo, 19, o comentário de uma nova cliente que se dizia estar decepcionada pela localização “tão perigosa e precária” do restaurante.

Chefe responde cliente que falou que local do restaurante é 'perigoso'
Crédito: Reprodução/Instagram @rodrigomocotoChefe responde cliente que falou que local do restaurante é ‘perigoso’

O lugar, que serve comida nordestina, é um ponto tradicional na Vila Medeiros, bairro em um dos extremos da Zona Norte. Geralmente atrai pessoas de todos os cantos da cidade — e até do exterior — para apreciar receitas como os dadinhos de tapioca, invenção do chef que foi copiada capital afora, e o baião de dois. Oliveira ainda é responsável pelo Balaio IMS, no Instituto Moreira Salles, na Avenida Paulista, e pelo Cabobo, em Los Angeles.

A mulher que criticou, identificada como Sandra, não possuía foto no perfil e teve o sobrenome escondido pelo profissional. A mensagem foi mostrada na íntegra. Diz que “resolvemos ir até seu restaurante qual foi nossa surpresa e decepção em[SIC] localização tão perigosa e precária que vocês se localizam” e que o grupo de dezesseis pessoas ficou com “muito medo do local”. “Nunca imaginaria que você tão famoso ficaria num bairro assim”. A reclamante afirma morar no Tatuapé, bairro da Zona Leste, e torcer para Oliveira “abrir um restaurante aqui neste bairro maravilhoso”.

O chef respondeu em publicações aos seguidores, mas direcionada a Sandra, que “justamente por existir gente que ainda pensa como você que continuamos morando e empreendendo na Vila Medeiros”. “Assim, quem sabe, um dia nosso bairro vai estar (ainda mais!) cheio de negócios de sucesso e de oportunidades pras pessoas que vivem aqui.” O post de Oliveira está acompanhado da música “I Love Quebrada”, de Emicida, rapper que também cresceu na Zona Norte da capital paulista.

“Fiquei incrédulo, quase achando graça daquele texto”, contou o chef à Vejinha sobre a primeira reação ao ler a mensagem. “Mas quando decidi responder publicamente, aí fiquei muito mal. Ano que vem já serão trinta anos meus no Mocotó e cinquenta de restaurante, não esperava ouvir isso a essa altura.”

Compartilhe:

?>