Últimas notícias:

Loading...

Claudia Rodrigues é internada com fortes dores e pede orações

Atriz relata "dor terrível" e passará por exames

Por: Redação

A atriz Claudia Rodrigues, que desde 2000 trava uma batalha diária contra o avanço da esclerose múltipla, precisou ser internada em hospital de Curitiba, no Paraná, na terça-feira, 6. Em suas redes sociais, ela contou que estava sentindo fortes dores no corpo.

“Estou com muita dor no corpo desde sexta, tive febre essa noite e acordei com dor no corpo e uma dor terrível no braço”, disse.

claudia rodrigues
Crédito: Reprodução/InstagramClaudia Rodrigues é internada com dores no corpo

A atriz contou que passará por alguns para tentar descobrir a causa das dores. “Assim que saírem os resultados dos exames eu volto pra contar pra você. Continuem orando por mim. Deus abençoe e proteja todos nós. Se cuidem!”, publicou.

Desde que foi diagnosticada com a doença, Claudia Rodrigues tem um extenso histórico de internações.

Esclerose múltipla

A esclerose múltipla é uma doença neurológica e autoimune, ou seja, envolve um ataque pelo sistema imunológico contra o sistema nervosa, causando lesões no cérebro e na medula.

As pessoas que sofrem com essa condição muitas vezes alternam entre períodos de melhora e episódios de piora dos sintomas. Com o passar do tempo, a esclerose múltipla tende a piorar gradualmente.

Estima-se que em todo o mundo, mais de 2 milhões de pessoas sofram com essa doença. As causas ainda não são totalmente conhecidas, mas existem estudos que sugerem que fatores genéticos, o ambiente em que a pessoa vive e até mesmo um vírus podem influenciar em seu desenvolvimento.

Sintomas

Os sintomas variam muito em cada paciente, podem acontecer a qualquer momento e duram, em média, cerca de uma semana. Entre os sintomas estão:

  • Perda da visão, visão dupla ou embaçada
  • Incontinência urinária
  • Fraqueza em partes do corpo
  • Dificuldade de engolir
  • Formigamento das pernas ou de um lado do corpo
  • Desequilíbrio
  • Falta de coordenação motora
  • Fadiga desproporcional à atividade realizada
  • Dores crônicas
  • Disfunção erétil nos homens
  • Diminuição de lubrificação vaginal nas mulheres

Diagnóstico

A primeira coisa a ser feita em caso de suspeita de esclerose múltipla é buscar ajuda de um médico neurologista. Como existe uma série de doenças inflamatórias e infecciosas com sintomas parecidos, somente o médico saberá identificar.

O diagnóstico é clínico, baseado no relato do paciente e em exames, como a ressonância magnética do cérebro e o exame do líquido da medula espinhal.

Tratamento

Embora a esclerose múltipla ainda não tenha cura, há tratamentos que ajudam a atenuar os afeitos e desacelerar a progressão da doença. Hoje, no Brasil, já existem diversas opções de tratamento, através de cápsula oral diária ou injeções.

Compartilhe: