Últimas notícias:

Loading...

Com projeto gratuito, tatuador brasileiro quer recuperar autoestima de mulheres que fizeram mastectomia

Por: Biah Percinoto

Dizem que antes de tentarmos mudar o mundo, precisamos primeiro mudar a gente, o nosso bairro, a nossa cidade e o nosso país.

Partindo deste princípio e de uma incrível empatia e vontade de ajudar o próximo, o tatuador brasileiro Miro Dantas, que atualmente tatua no estúdio Gelly’s Tatoo, criou o projeto “Uma tattoo por uma vida melhor”, em que ele se propõem a tatuar, de graça, vítimas de câncer de mama que fizeram mastectomia e querem amenizar os efeitos físicos desta mutilação com uma tatuagem.

unnamed
Antes e depois do trabalho de Miro

“Não é nada fácil uma luta em que, mesmo vencendo a doença, você acaba ficando com cicatrizes físicas e psicológicas. Acabei percebendo que este é um problema deixado pela indústria que apóia o médico, apóia o tratamento, apóia o sistema de tudo isso, mas não apóia ou não sabe ainda lidar com esse vácuo deixado no momento em que a mulher vence o tratamento, vence o câncer, mas na sua intimidade, diante do espelho, perde toda a sua autoestima”, explica o tatuador ao Catraca Livre.

unnamed
O tatuador Miro Dantas

Com 21 anos de carreira, Miro também viu no projeto uma oportunidade de quebrar antigos tabus sociais relacionados a tatuagem.  “Eu percebi que um ato tão simples e ainda hoje marginalizado, como uma tatuagem, podia mudar e muito esse quadro de dor.  Por isso quis me mover e fazer o que estava ao meu alcance para ajudar estas pessoas e tentar mostrar que sempre há como fazer algo, basta querer. Se almejamos tantas mudanças políticas e sociais, que estas mudanças comecem pela gente”, finaliza.

Ciente da importância de seu projeto, o tatuador, que vive em são Paulo, não quer deixar ninguém de fora e pretende ampliar sua proposta para que outras pessoas também possam ser ajudadas, mas para isso precisa de apoio. “Muitas pessoas de fora de São Paulo entraram em contato comigo querendo fazer as tatuagens, mas a maioria não tem condições pra isso. Por isso estou aberto a qualquer empresa que queira patrocinar o projeto, de forma que eu possa ir atender essas pessoas em outros estados. Só do Rio de Janeiro, por exemplo, eu recebi 25% dos e-mails. Espero ajudar muita gente e isso com certeza é algo que não pretendo parar de fazer”.

Para conhecer mais o trabalho de Miro Dantas ou saber mais sobre o projeto acesse o site do tatuador e agende um horário.

Compartilhe:

?>