Em livro polêmico, autora ensina como ser submissa ao marido

A californiana Kathy Murray é uma das leitoras que segue religiosamente a abordagem do “Sim, Querido” (“The Surrendered Wife”, no original em inglês), um livro polêmico escrito pela norte-americana Laura Doyle.

Na obra, a autora ensina mulheres a “deixar de incomodar” seus maridos e começar a tratá-los com mais respeito e até submissão.

Em entrevista à BBC, a leitora Murray explica que estava prestes a terminar seu segundo casamento quando começou a ler o livro.

“Foi uma experiência em humildade reconhecer que eu tinha que fazer algo a respeito dos problemas do meu casamento – e até a respeito do meu primeiro casamento fracassado. Mas também me fez sentir mais poder. Eu não sabia que tinha desrespeitado meu marido nem que tinha sido controladora e crítica”.

O livro “Sim, Querido”
O livro “Sim, Querido”

O livro traz seis princípios da “mulher rendida”: renuncie ao controle inadequado do marido; respeite o modo de pensar do marido; receba os presentes que ele dá com elegância e expresse gratidão por ele; expresse suas vontades sem tentar controlar o marido; confie nele para gerenciar as finanças da casa; se concentre nos cuidados consigo mesma e em sua própria satisfação.

“As mulheres frequentemente me perguntam se minha abordagem não corresponderia a um emburrecimento ou se eu estaria me transformando em uma mulher submissa. Falo para elas que sou feminista. Se render é admitir que você não pode mudar ou controlar ninguém além de você mesma”, defende Murray.

Confira a reportagem na íntegra aqui.