Últimas notícias:

Loading...

Fotógrafa explora beleza e características únicas de ruivos europeus

Por: Catraca Livre

Em 2011, o maior banco de esperma do mundo parou de aceitar doadores ruivos por um período de tempo. O motivo? Uma ação de marketing simples: a demanda era muito baixa.

Segundo uma pesquisa feita pelo próprio banco de dados, as mulheres solteiras e com dificuldade para engravidar tendem a escolher um doador que atendem a todas características de um “príncipe encantado”: o homem perfeito, bonito e saudável. E aqueles que nasceram com cabelos ruivos são raramente incluídos nestes desejos pessoais.

A fotógrafa alemã Marina Rosso, ao ouvir falar da preferência de mulheres por homens considerados o tipo estereótipo da sociedade, deu início ao seu primeiro ensaio fotográfico.

Chamado de The Beautiful Gene – O Gene Bonito, em tradução livre – a ideia de Marina foi agir como uma bióloga que classifica as variações genéticas de uma espécie como um primeiro passo para preservar a diversidade de espécies.

Ela começou com a criação de uma matriz que representaria o gene do cabelo vermelho em 48 categorias, cada uma combinando com uma exclusividade da característica exclusiva de uma pessoa: sexo, altura, cor dos olhos e tipo de cabelo.

Em seguida ela partiu para uma viagem por toda a Europa, à procura de pessoas reais que poderiam se encaixar nos resultados da sua pesquisa. O resultado são 47 fotos de características únicas e exclusivas de pessoas ruivas da Itália, Reino Unido, Bélgica, Alemanha, Holanda, Suécia, Noruega e Polônia.

Compartilhe: