Gianecchini abre o jogo e revela que já se relacionou com homens

Ator também saiu em defesa de José Mayer em caso de assédio

Por: Redação

Com a sexualidade sempre colocada à prova pela mídia e os fãs ao longo de toda a sua carreira, Reynaldo Gianecchini resolveu abrir o jogo e confirmou que já se relacionou com homens.

O intérprete do vilão Régis, que está se redimindo ao longo de “A Dona do Pedaço”, da Globo, falou sobre a curiosidade das pessoas a respeito da sua vida amorosa.

reynaldo gianecchini
Crédito: Reprodução/InstagramReynaldo Gianecchini assumiu, após anos de especulação, que já se relacionou com homens

“Já tive sim, romance com homens e acho que é esse o momento de dizer isso. Mas nunca me senti obrigado a empunhar bandeira de homossexualidade. O desejo para mim não passa pelo gênero e nem pela idade. Demorei para falar porque isso esbarra sempre no tamanho do preconceito no Brasil. Mas agora é importante reafirmar a liberdade, por mim e por quem enfrenta repressão”, declarou ao jornal O Globo.

O galã da emissora carioca ainda disse que a sua “sexualidade não cabe numa gaveta”.

“Todo mundo fala da minha sexualidade, né? Me cobram muito, ‘quando é que você vai sair do armário?’. Primeiro, quero falar para essas pessoas: antes de você achar tão interessante a sexualidade dos outros, dá uma olhadinha na sua. (…) Minha sexualidade não cabe numa gaveta”, completou.

ASSÉDIO

reynaldo gianecchini josé mayer
Crédito: Reprodução/Instagram e GloboReynaldo Gianecchini defendeu José Mayer

Giane aproveitou a ocasião para falar sobre o caso de assédio envolvendo o ator José Mayer que, em 2017, foi acusado de atacar uma figurinista da novela “A Lei do Amor”, na qual interpretava o vilão Tião.

“Acho que foi injusta essa história. Eu estava na novela junto com o Zé e duvido que ele tenha sido agressivo, passando do ponto no assédio. Há diferenças entre assédio e cantadas. Hoje enxergo uma comoção que não contribui para a verdade. A luta pelos direitos das mulheres às vezes atropela. O Zé Mayer é um puta artista e foi massacrado, sumiu, fechou-se em casa, não quer fazer nada. Houve um exagero com ele”, declarou Gianecchini, mesmo depois de o próprio Mayer ter assumido a ação em carta aberta, como você pode ver no link abaixo:

Compartilhe: