CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Jornalista da Globo é criticado por chamar mulher negra de mulata

Termo racista foi usado durante entrevista na cobertura do carnaval de São Paulo

Por: Redação

Durante a cobertura do carnaval, o jornalista da TV Globo Roberto Kovalick foi criticado ao usar termo racista, quando chama de mulata uma das passistas que se apresentava no sambódromo de São Paulo, na sexta-feira, 1.

Crédito: Reprodução/TVGloboRoberto Kovalick usou termo machista durante entrevista

A escola Colorado do Brás fez uma homenagem ao país africano Quênia e a miscigenação em seu desfile.

“Duas passistas que vão encantar a avenida, uma loira, de branco, uma outra mulata de vermelho”, disse o Kovalick ao apresentá-las.

“Palavra de origem espanhola, “mulato”, “mulo” (animal íbrido, resultado do cruzamento de cavalo com jumenta ou jumento com égua). As palavras “mulato” e “mulata” foram usadas de forma pejorativa para os filhos mestiços das escravas estupradas pelos senhores brancos”, afirmou o Canal das Bee no Twitter.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.