Últimas notícias:

Loading...

Ludmilla apaga suas redes sociais após expor ataques racistas

"É 24 horas por dia de comentários racistas em todas as minhas postagens. Mas eu estou tirando print de tudo porque isso é crime", disse a cantora

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Ludmilla apagou as suas redes sociais, nesta sexta-feira, 18, após expor comentários racistas que recebe em suas publicações. A cantora, de 25 anos, ainda disse que as ofensas são proferidas à ela constantemente e que está as denunciando.

Ludmilla
Crédito: ReproduçãoLudmilla apaga suas redes sociais após expor ataques racistas

“E daí para pior. Vocês não têm noção do que eu passo com essas pessoas. É 24 horas por dia de comentários racistas em todas as minhas postagens. Mas eu estou tirando print de tudo porque isso é crime e vai pagar um por um”, desabafou Ludmilla e em seguida desativou seus perfis no Twitter e também no Instagram.

Nesta última publicação antes de apagar suas contas nas redes sociais, Ludmilla mostrou prints e num deles, uma usuário usa emojis que representam cascas de banana nos comentários. “O mínimo que se deve ter é respeito com a cor dela”, disse a fã que compartilhou as imagens.

Os fãs de Ludmilla se revoltaram com a situação e repercutiram na web com os dizeres: “Estamos com você Ludmilla”.

“Triste saber que em 2020 ainda temos que discutir sobre racismo, a Ludmilla desativou todas as suas redes-sociais por causa de ataques. Vamos orar e mandar energia positiva para que fique tudo bem”, escreveu uma internauta.

“Mano eu não acredito que a lud teve que desativar o twitter porque ela estava recebendo muitos ataques racistas vey. O meu Deus protege a minha menina mulher de todo mal, te amamos lud”, escreveu uma seguidora.

“Essas pessoas não tem um minimo de respeito sabe, isso acontece todo o santo dia só que as pessoa ignoram e quando nós fãs vamos reclamar agente e tachado de loucos eu só espero que eles pequem por isso e tome consciência que A LUDMILLA É UM SER HUMANO e merece respeito como tal”, escreveu outra.

Como denunciar racismo

Casos como o de Ludmilla estão longe de serem raros no Brasil, não importa se a pessoa é famosa ou não, mas para que eles diminuam, é fundamental que o criminoso seja denunciado, já que racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89. Muitas vezes não sabe o que fazer diante de uma situação como essa, nem como denunciar, e o caso acaba passando batido.

Para começar, é preciso entender que a legislação define como crime a discriminação pela raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, prevendo punição de 1 a 5 anos de prisão e multa aos infratores.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro. Saiba mais aqui.