Lulu Santos fala do marido e dos comentários maldosos em suas fotos

"Não há interlocução com pessoas que são preconceituosas, terraplanistas e negacionistas”, disse o cantor

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Lulu Santos está aproveitando a proximidade maior com seu marido Clebson Teixeira em decorrência do isolamento social voluntário contra a Covid-19. Eles estão casados desde ano passado, mas passaram a morar juntos apenas na quarentena.

Lulu Santos fala do marido e dos comentários maldosos em suas fotos
Crédito: Reprodução/InstagramLulu Santos fala do marido e dos comentários maldosos em suas fotos

O cantor concedeu entrevista ao jornal O Globo e revelou que a convivência com seu esposo é prazerosa, pois Clebson é muito fácil de lidar. No entanto, o artista, levanta uma questão latente sobre o seu relacionamento: o preconceito ainda é presente.

“Quando assumi meu relacionamento com o Clebson, fiquei preocupado. Pensei que a exposição pudesse atrapalhá-lo, mas ele é melhor do que eu imaginei e levou tudo numa boa”, conta. “No entanto, ainda hoje, qualquer foto que posto junto com ele recebe comentários maldosos. Mas não discuto com dogmas, não tenho paciência. Não há interlocução com pessoas que são preconceituosas, terraplanistas e negacionistas”, criticou.

A mudança definitiva para o Rio

Clebson geralmente intercalava entre a capital fluminense e Belo Horizonte, em Minas Gerais. Neste momento, o analista de sistemas e Lulu moram no apartamento do cantor na cidade do Rio de Janeiro.

“O Clebson é muito fácil de conviver. Estar passando a quarentena ao lado dele me ajuda muito. Mas, claro, antes dessa convivência extrema treinamos muito. Fui diversas vezes para Belo Horizonte, onde ele trabalhava, passar dias com ele. O saldo tem sido extremamente positivo”, fala Lulu.

“A coisa que mais admiro nele é o quanto gosta da complexidade das coisas. Ele é corajoso, adora processos e, apesar de jovem, já passou por um bocado na vida. Além de ser muito gentil e querer sempre me ajudar. Na pandemia, ele resolveu, por exemplo, passar as minhas finanças, a minha vida fiscal, toda a limpo. Uma trabalheira. Ele é muito colaborativo. Por outro lado, estou ensinando ele a gostar de cinema”, completa.

Compartilhe: