Últimas notícias:

Loading...

Modelo brasileira revela que conta do Papa já curtiu varias fotos suas

""Ele não deu like só para essa foto, não", disse Natalia Garibotto

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A modelo brasileira Natalia Garibotto, conhecida como Nata Gata, que viralizou após ter uma foto sexy sua curtida pela conta oficial do Papa Francisco no Instagram, contou, nesta sexta-feira, 27, que isso já aconteceu diversas outras vezes.

Papa Francisco e Natalia Garibotto
Crédito: Reprodução/InstagramModelo brasileira revela que conta do Papa já curtiu varias fotos suas

Natalia contou que não sabe o porque a curtida que a conta do Papa deu em uma de suas fotos, justamente uma foto em que ela estava fantasiada de universitária sexy, deu o que falar e revelou que isso já aconteceu diversas outras vezes. “Ele não deu like só para essa foto, ele também deu para outras fotos, algumas em que eu não aparecia tão pelada, e teve também um like para um vídeo. Mas essa foto pegou a atenção do mundo”, disse a modelo brasileira, em entrevista ao jornal Extra.

Natalia disse que não conheçe muito sobre o Papa Francisco, mas que o pouco que sabe a faz acreditar que ele é uma boa pessoa. “Eu sei que ele é um papa mais legal, que parece conhecer mais o mundo de hoje. E ele é argentino, como o meu pai.”

Depois que o Vaticano abriu uma investigação para apurar a curtida que a conta oficial do Papa Francisco deu na foto da modelo brasileira, ela conquistou mais de 400 mil seguidores no Instagram.

“Eu sou uma pessoa religiosa. Todas as noites eu rezo, agradeço a Deus por tudo na minha vida. Eu acredito em Deus e acredito que ser uma pessoa boa faz coisas boas acontecerem. Sou católica e às vezes vou à missa com a minha mãe aqui em Miami”, disse a modelo brasileira, em entrevista ao jornal Extra.

Segundo a Catholic News Agency (CNA), a informação sobre a curtida do Papa foi recebida por fontes internas do Vaticano. De acordo essas fontes, as contas nas do Papa Francisco nas redes sociais são administradas por vários funcionários da Santa Sé.

Até o momento, o Vaticano não se pronunciou sobre o caso.