Últimas notícias:
Loading...

‘The New York Times’ decide não pagar por verificação no Twitter

Decisão do jornal, que conta com quase 55 milhões de seguidores, irritou o bilionário Elon Musk

Neste domingo, 2, o jornal norte-americano “The New York Times” anunciou que não irá pagar a taxa mensal imposta pelo Twitter para obter a conta verificada na plataforma.

O “NYT”, no dia 30 de março, já havia informado que não arcaria com o custo, e nem reembolsar pelo selo dos funcionários do jornal.

o jornal norte-americano “The New York Times” anunciou que não irá pagar a taxa mensal imposta pelo Twitter
Créditos: Reprodução/Twitter
o jornal norte-americano “The New York Times” anunciou que não irá pagar a taxa mensal imposta pelo Twitter

A medida foi tomada após o Twitter, sob a liderança de Elon Musk, começar a remover o selo de contas famosas que não concordam em pagar pela verificação desde o último sábado, 1º.

O bilionário, no entanto, já havia avisado sobre essa medida há meses, afirmando que precisava encontrar uma maneira de cobrir os custos de manter a redes social. Na ocasião, Musk criticou o modelo anterior de atribuição dos selos pela empresa.

Nos Estados Unidos, pessoas jurídicas precisam desembolsar US$ 1.000 (pouco mais de R$ 5.000) mensais pelo selo azul -o único utilizado para marcar empresas como verificadas.

A partir deste mês, o Twitter recomendará apenas as contas verificadas.

Musk afirma que feed do “NYT”  é “diarreia”

A decisão de retirar o selo azul gratuito de verificação do Twitter foi bastante polêmica e gerou críticas a Elon Musk e à gestão da rede social. Anteriormente, o selo era distribuído a pessoas notáveis em diversas áreas, como música, esporte e imprensa.

“A tragédia real do @nytimes é que nem a propaganda deles é interessante”, escreveu Musk pouco depois.

“Além disso, o feed deles é o equivalente no Twitter à diarreia. É ilegível”, completou.