Vítima de cyberbullying consegue suspensão escolar do agressor

Por: Redação | Comunicar erro

Bullying é coisa séria. Mesmo quando virtuais, as agressões deixam marcas. Por isso, quando Jessica Davey-Quantick começou a sofrer ataques nas redes sociais, não teve dúvidas: foi falar com a família do agressor.

A jornalista canadense recebeu uma onda de ofensas no Instagram após compartilhar uma foto sua apresentando um show burlesco. O agressor dizia que ela deveria se matar, e fez uma série de comentários gordofóbicos.

Assim que viu o que estava acontecendo, Jessica respondeu ao bully, na esperança de contê-lo. Porém, isso só fez as agressões piorarem.

Com ajuda de seus amigos, a jornalista conseguiu descobrir que quem estava atacando-a era um garoto de 15 anos do Reino Unido. Então, ela contatou o pai e a escola dele, em Londres. Ao site CBC, Jessica considerou: “o que acontece quando [o agressor] diz a uma menina de 15 anos que ela deve se matar? O que acontece quando ele diz a alguém que a pessoa é nojenta? Isso vai levar alguém a [desenvolver bulimia]? Isso vai levar alguém a cometer suicídio?”.

O pai do menino pediu desculpas no início, mas depois alegou que seu filho não estava envolvido nas agressões. E ele ainda repreendeu Jessica, sugerindo que para evitar situações como essa, ela não deveria deixar as suas fotos públicas. “Para mim, isso é um problema. Porque aí, o que fazemos é ceder espaços públicos aos trolls. Nós damos o poder a eles”, ela considerou.

A escola do garoto, por sua vez, pediu que a jornalista fizesse capturas de tela dos comentários ofensivos. Assim, deram uma suspensão ao bully e o deixaram sem celular.

Depois disso, Jessica foi surpreendida por uma nova mensagem dele – mas desta vez, com um pedido de desculpas. Ele se disse envergonhado pelo que tinha feito, e garantiu que havia aprendido a sua lição.

A canadense voltou ao Instagram para reforçar que as pessoas devem agir contra o bullying. “Nós decidimos o que é comum nos nossos espaços, e eu [não concordo com o bullying]. E eu sei como ligar para as mães de vocês”, disparou:

Sharing this again because there has been so much hate on my page over it. This is from my first burlesque show: it took a lot for me to get on that stage and it is one of the proudest moments of my life. The wave of love and acceptance that’s rolled over me since has been incredible. But so has the hate. This week I’ve been targeted by a group of teens telling me to kill myself; I’ve been called a whale, a planet. Just today someone created a fat shaming account just to repost this photo asking for abuse. I pushed back, because I knew I had my glitter posse at my back, telling me over and over I was loved. I contacted the teen’s parents and their school, and they’ve since apologized. I’ve reported accounts to Instagram and they’ve been deleted. I have not been silent and I’ve refused to cede public space to trolls. But most shocking to me are the comments that say I should turn the other cheek, by pushing back I’m bullying in return, boys will be boys and after all, aren’t I asking for it by having a public account, by doing burlesque, and by being fat without being ashamed? To them, I quote a wise brrr-babe when I say: I’m glad I threaten you so much you have to try to tear me down. I don’t need to apologize for my existence; and if my confidence makes you feel like your power is shifting, good. Because getting told to slit my wrists and told I’m disgusting doesn’t have to be the price of being on the internet. We get to decide what’s normal in our spaces, and I, for one, do not agree. And I know how to call your mothers. . #bodylove #bodylove4all #allbodiesaregoodbodies #confidence #fatacceptance #allbodiesarebeautiful #allbodies #bellylove #fightback #standup #nothavingit #burlesque #brrrlesque #loveyourself #selflove #bodyconfidence #selfcare #selflove #bodypositivitymovement #boyswillbeheldaccountablefortheiractions #notaskingforit #glitterposse #curvygirl #getup #looksickening #andmakethemeatit

Uma foto publicada por Jessica Davey-Quantick (@thejessdq) em

1 / 8
1
06:43
Após ser acusado de comunista, Dimenstein cobra provas de Hasselmann
A deputada federal Joice Hasselmann perdeu a calma nas redes sociais ao atacar o jornalista Gilberto Dimenstein, acusando-o de militante …
2
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
3
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
4
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
5
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
6
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
7
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
8
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …