Últimas notícias:

Loading...

Gustavo Rocha e Matheus Mazzafera são acusados de racismo

Em vídeo, Gustavo diz que gosta de “pegar” homens "maloka"

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Os influenciadores digitais Gustavo Rocha e Matheus Mazzafera estão sendo acusados de racismo por internautas após bate-papo sobre o estilo de homens eles preferem namorar.

Em um trecho do vídeo que circula nas redes sociais, Gustavo diz que gosta de “pegar” homens “maloka”, para se referir aos homens negros que moram nas comunidades.

racismo
Crédito: Reprodução/InstagramWeb acusa Gustavo Rocha e Matheus Mazzafera de racismo por fala sobre homens negros

“Quanto mais estragado for, melhor. Para namorar não, mas eu sinto atração pelos ‘malokas’”, disse o influenciador em vídeo. Matheus Mazzafera riu da situação e falou sobre seu tipo de namorado: “Eu sempre gosto dos tautados, mas meu ex-namorado é loiro e branquinho”, conta o YouTuber.

Gustavo complementou ao assunto e falou: “Para namorar não. Não é meu estilo”.

As declarações dos influenciadores geraram revolta  nas redes sociais e muitas internautas acusaram os dois de racismo.

“Quando você resolveu sair publicamente do armário, eu solidarizei porque entendo o processo. Você foi atacado e passei a te seguir porque achava que você precisaria de apoio. Sei lá. MAS QUE MERDA DE DIÁLOGO É ESSE?”, escreveu um internauta.

Após o vídeo viralizar negativamente, Gustavo usou as redes sociais para dizer que foi mal interpretado por usar o termo “maloka”.

“Gente, vamos lá! Eu quero esclarecer sobre a interpretação que algumas pessoas tiraram da minha fala no vídeo. Pra mim, “maloka’ não está relacionado a cor da pele de alguém e sim de quem gosta de ‘zoeira’ na noitada, ou como um ‘estilo de vida’.”, escreveu no Twitter.

Ele ainda tenta se justificar: “Eu abomino qualquer tipo de racismo e meus seguidores sabem disto. Acusar uma pessoa de racismo é sério e é crime.

Mas como eu estou neste mundo para compartilhar amor, não me incomodo nem um pouco de pedir perdão a quem ficou magoado – minha intenção jamais foi essa.”

Veja repercussão no Twitter:

Racismo é crime. Denuncie!

Cenas como essa que acabamos de ver ainda é muito comum no Brasil, infelizmente. Uma forma de conter o avanço do racismo no Brasil é sempre denunciar o agressor. Afinal, racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Veja aqui como denunciar casos de racismo.

Compartilhe: