Jovem consegue primeiro emprego na ONG em que jogava bola

Morador da Comunidade das Águas Espraiadas foi indicado para vaga de aprendiz e hoje só recebe elogios por seu desempenho

Nome: Donario Vinicius Brite

Idade: 17 anos

Formação acadêmica: cursando ensino médio

Objetivo: atuar na área administrativa

Experiência profissional: nenhuma

Resumo profissional: com uma fila de 13,4 milhões de desempregados no Brasil, imagine o quão difícil é para um garoto que quer ajudar nas despesas da família conseguir um emprego aos 16 anos, sem nenhuma experiência profissional?

Este era o desafio de Donario, morador de uma das comunidades das Águas Espraiadas, na zona sul de São Paulo. “Donario vem de uma realidade bem complicada, que é a mesma da maioria das crianças e dos adolescentes que nós atendemos”, comenta Délcio Justino, coordenador financeiro do Instituto Muda Brasil (IMBRA), que ajuda crianças em situação de vulnerabilidade social em São Paulo.

Conheça mais sobre o IMBRA e apoie essa instituição sem pagar nada a mais por isso. Cadastre-se agora no VISA Causas.

Num cenário desanimador, tanto do ambiente quanto do desemprego no Brasil, Donario nunca deixou de sonhar e sempre quis mudar de vida. Depois da aula, ia com seu irmão mais velho jogar bola no instituto.

A mãe dava uma educação rígida para ele e os três irmãos, e matriculou Donario num curso gratuito de auxiliar de escritório, no Senac, para que ele tivesse mais chances de inserção no mercado de trabalho.

Sempre interessado em aprender, assim que terminou o curso, o garoto decidiu experimentar as aulas de jiu-jitsu que passaram a ser oferecidas na ONG.

Em 2017, o Instituto Muda Brasil passou a ser certificador do Jovem Aprendiz, uma exigência do governo federal para empresas. O intuito é que, durante um período de 15 a 23 meses, o jovem tenha conhecimentos teóricos em sala de aula e, também, vivência profissional. Assista ao vídeo que fala mais sobre o programa:

Na vaga aberta no próprio instituto, quem seria o candidato ideal? Donario. “Os educadores que lidam com as crianças diariamente o indicaram. Ele é sério, tem postura. Foi o que mais demonstrou engajamento e comprometimento, além do bom relacionamento com as outras crianças e os próprios educadores. Isso foi mais do que suficiente para a escolha”, explica Patrícia França, coordenadora institucional do Instituto Muda Brasil.

“Quando você está desempregado, para conseguir um emprego não é de uma hora pra outra. Eu enviava currículos, fazia inscrição em algumas vagas, mas nem esperava que me chamassem porque não tinha nenhuma experiência profissional”, conta o aprendiz.

Délcio, que trabalha com Donario, comenta que seu auxiliar administrativo não mede esforços e sempre faz além de seu escopo de trabalho: “É muito bom tê-lo aqui, ele é um ótimo profissional”.

Você também pode fazer a diferença na vida de uma criança. Cadastre-se no Visa Causas e veja como é rápido, simples e você não paga nada a mais por isso.

Antes de começar a trabalhar, as contas na casa do estudante começaram a se acumular. Com seu primeiro salário, Donario passou a ajudar nas despesas e, recentemente, pôde contribuir para que sua mãe quitasse dívidas e limpasse seu nome.

Hoje, Donario trabalha em período integral e estuda à noite. No ano que vem, pretende fazer faculdade de administração, já que gostou da área. “O IMBRA representa a superação, uma mudança, foi uma bênção ter o instituto no meu caminho. Como eu ia adivinhar que trabalharia justamente na ONG onde eu jogava bola?”

Nem todos os seus amigos tiveram a mesma sorte: “Tem vários que escolheram o caminho do crime, de traficar. História triste tem bastante”. É um assunto que Donario não gosta nem de comentar.

O Instituto Muda Brasil fez a diferença na vida do Donario e, para que a ONG continue ajudando crianças como ele, precisa do seu apoio. Cadastrando seu cartão, a Visa fará uma doação ao instituto cada vez que você usar seu cartão. Você não paga nada a mais por isso. Clique aqui e comece a ajudar!

O IMBRA atua em 11 comunidades de São Paulo e ajuda crianças e adolescentes. Ele oferece atividades esportivas, palestras e, sempre que possível, ajuda as famílias dessas crianças. Assista ao vídeo e saiba mais: