A partir de sábado, 7, no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (CCJ), o espetáculo A Coleira de Bóris entra em cartaz com apresentações aos sábados e domingos até dia 22 de março.  A trama narra o conflito entre dois prisioneiros, confinados em um cenário indeterminado que pode ser uma cela comum, um cárcere político, um hospital psiquiátrico ou mesmo uma prisão interna à mente de cada um deles. Dirigida por Marco Antonio Rodrigues, a montagem não se fecha em uma única leitura. O diálogo entre dois personagens em oposição cria o ambiente para uma contundente discussão sobre liberdade e cegueira social. O texto é de Sérgio Roveri, dramaturgo premiado com o prêmio Shell.

Ficha Técnica:
Direção: Marco Antonio Rodrigues.
Texto: Sérgio Roveri.
Elenco: Nicolas Trevijano e Rafael Losso.

divulgação

Créditos:

Os atores em cena

A Coleira de Bóris