Inspirado pelo Iorubá, desenvolve uma linguagem focada na cultura religiosa afro-baiana. Com Matthieu Hebrard (baixo), Paulo Brito (voz), Fábio Atorino (percussão e cavaquinho) e Carmo Amaral (violão).

Show do Grupo Curima