Programação:

Shows

Dia 11/06. Quinta, às 20h - Os Afilhados do Padrinho
Dia 12/06. Sexta, às 20h - Luiz Fidélis e Banda
Dia 13/06. Sábado, às 20h - Geraldo Júnior
Dia 14/06. Domingo, às 20h - Fatinha Gomes
Dia 20/06. Sábado, às 20h - Ermano Morais
Dia 21/06. Domingo, às 20h - Grupo Flor do Pequi
Dias 27 e 28/06. Sábado e domingo, às 20h - Zabumbeiros Cariris

Sobre as bandas.

Os Afilhados do Padrinho (CE)
O grupo regional é formado a partir da Cia. Carroça de Mamulengos. Ao som de sanfona, zabumba, pífanos, caixa e triângulo, Os Afilhados do Padrinho, retratam o compromisso de utilizar a arte como veículo de transformação. O nome é uma homenagem ao Padre Cícero, de Juazeiro do Norte, onde o grupo nasceu. No repertório, apresentam ritmos como baião, coco, marchinhas, xote, samba, e um genuíno forró nordestino com músicas da autoria de Carlos Gomide. Atualmente, realizam shows de lançamento do CD “Juazeiro do Norte”, inspirado nas várias manifestações populares brasileiras.

Luiz Fidélis e Banda (CE)
O cantor e compositor cearense retoma sua pesquisa voltada ao forró pé de serra e se apresenta acompanhado da tradicional banda A Cachorra da Moléstia, cuja formação é: zabumba, sanfona, teclado, cordas e duas vozes.

Geraldo Júnior (CE)
O músico, cantor e compositor, faz um show que destaca a musicalidade com notas entrecortadas de pífanos, dedilhado de viola e miúdo de sanfona, num trabalho que vislumbra as raízes ancestrais do povo Cariri e sua própria história. Inspirado nos fenômenos da natureza, seus ciclos e qualidades, Geraldo Júnior desenvolve um espetáculo musical com canções autorais que refletem toda a beleza e diversidade da cultura nordestina, com um repertório repleto de forrós pé de serra, cocos, peças de reisado, musica cabaçal e cantoria. Compõem a banda, Geraldo Júnior (voz e flauta), Beto Lemos (viola, violão e rabeca), Flauberto Gomes (zabumba e voz), Ranier Oliveira (sanfona e voz), Francisco Gomide (percussão) e Antônio Queiroz (baixo).

Fatinha Gomes (CE)
A intérprete caririense traz no seu canto a cultura do povo negro e indígena e a produção poética do Cariri. Sua formação musical perpassa vários estilos, como xote, maracatu, música afro, bossa nova, forró pé de serra, blues, reisado, soul, carimbó, reggae, entre outros. Teve contato com a musicalidade do Cariri, que envolve as mais variadas manifestações culturais populares, como o reisado, folguedos, a música de Luiz Gonzaga e de Abidoral Jamacaru. A banda é formada por Fatinha Gomes (voz e triângulo), Ibertson Nobre (sanfona), Lifanco (violão) e Flauberto Gomes (percussão).

Ermano Morais (CE)
A poesia de Ermano é como o sertão filmado nos assuntos do povo, da reza, do terço, da espiga de milho. Atualmente deixa seu rastro com belas canções, uma delas gravada pela cantora paraibana Flávia Wenceslau, “Recado de beija-flor”, e outra, pelos Zabumbeiros Cariris, “Pra aguar meu coração”. O primeiro CD, terá arranjos do músico João Neto e parcerias com o poeta Cleilson Ribeiro. A formação da banda é Ermano Morais (voz e triângulo), João Neto (baixo), Cicinho (sanfona), Flauberto Gomes (percussão) e Amélia Coelho (vocais).

Grupo Flor do Pequi (CE)
Com formação tradicional de sanfona, zabumba, triângulo e voz, o grupo traz em seu repertório o universo musical cearense com sonoridades animadas de forró, baião, xote, arrasta-pé, entre outros ritmos populares da cultura nordestina, também apresenta canções autorais e de grandes mestres, como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro e Dominguinhos.

Zabumbeiros Cariris (CE)
A banda apresenta show com canções e temas que remetem a fatos e mitos do Cariri, como o beato Zé Lourenço, o lamento de corisco, a força nativa dos deuses carirenses e a simplicidade do forró rabecado. A alegria das marchinhas e o toque pesado do baião cabaçal, as levadas de xote e de coco, mescladas ao sotaque do samba matuto e do maxixe, traduzem a forte musicalidade e o espírito vigoroso desse show.

Shows Ser Tão Cariri