Os celebrados designers Fernando e Humberto Campana exibem um recorte pessoal do acervo de mais de 5 mil peças do Mam-SP (Museu de Arte Moderna).

A idéia do nome surgiu da despretensão com que os Campana fizeram suas incursões no acervo do Mam. “Como uma criança que entra no jardim de infância e começa a brincar”, nas palavras de Humberto Campana.

Sem querer invadir uma área em que não atuam habitualmente (a única incursão anterior foi uma mostra em 2008 no Cooper-Hewitt, National Design Museum, em Nova York), a curadoria de arte, eles buscaram no cerne de seu trabalho os critérios para criar a mostra.

Jardim da Infância: Os irmãos Campana