No dia da Consciência Negra, 20, o Museu do Futebol oferece atividades focadas na história da aceitação de negros, mulatos e mestiços no futebol.

O futebol, trazido ao Brasil sete anos após a Abolição por membros da elite branca, demorou a aceitar negros em seus clubes. Proibia-se a presença de trabalhadores braçais, ou seja, os menos-afortunados, a população que não pertencia à aristocracia da época. Contudo, o esporte foi ganhando em popularidade e os campos tiveram de ampliar seus limites para um mar de diversidade cultural.

Jogos e contação de história fazem parte da programação. A atividade Mapa Mundi, pretende levar o público a refletir sobre assuntos como o caráter comercial adquirido pelo futebol no século XXI. Já a contação de história é baseada no texto criado pelos educadores do Museu e terá duas intervenções diárias, às 11h e 14h.

Museu do Futebol no dia da Consciência Negra

Jogos e contação de histórias fazem parte das atividades programadas.

No dia da Consciência Negra, 20, o Museu do Futebol oferece atividades focadas na história da aceitação de negros, mulatos e mestiços no futebol.

O futebol, trazido ao Brasil sete anos após a Abolição por membros da elite branca, demorou a aceitar negros em seus clubes. Proibia-se a presença de trabalhadores braçais, ou seja, os menos-afortunados, a população que não pertencia à aristocracia da época. Contudo, o esporte foi ganhando em popularidade e os campos tiveram de ampliar seus limites para um mar de diversidade cultural.

Jogos e contação de história fazem parte da programação. A atividade Mapa Mundi, pretende levar o público a refletir sobre assuntos como o caráter comercial adquirido pelo futebol no século XXI. Já a contação de história é baseada no texto criado pelos educadores do Museu e terá duas intervenções diárias, às 11h e 14h.

Serviço:

Dia da Consciência Negra

Data: 20/11, sexta-feira

Local: Museu do Futebol

Atividades ao longo do dia

Estádio do Pacaembu - Pça. Charles Miller, s/nº, Pacaembu, região central, 3663-3848. Ter. a dom: 10h às 18h (bilheteria até as 17h). Livre. Ingr.: R$ 6 (com meia entrada para estudantes e idosos).

Dia da Consciência Negra