divulgação

Créditos:

Carmem Miranda

Em fevereiro, o SESC Ipiranga destaca em sua programação o centenário de nascimento da pequena notável, a atriz e cantora Carmen Miranda, por meio de filmes, shows, oficinas, bate-papo e teatro, de 17 a 24/02.

A programação especial de carnaval traz o tema “Entre Babados e Balangandãs” uma homenagem a atriz e cantora Carmen Miranda, que completaria 100 anos em fevereiro de 2009. Considerada uma mulher à frente do seu tempo, a cantora possui uma imagem que não envelhece, que se perpetua. Em “Carmen - Uma biografia”, o jornalista Ruy Castro diz que ela foi praticamente a inventora da música popular brasileira como cantora, criando um modo brasileiro de cantar. Foi uma das artistas mais exuberantes e criativas de sua época e sua forte personalidade inspirou diversas cantoras surgidas no decorrer dos anos 30.

O Brasil era um país machista e as mulheres não tinham vez na música popular. Eram cultuados apenas os cantores, como Francisco Alves, Orlando Silva e Silvio Caldas. Carmen foi a primeira mulher a se firmar nesse cenário musical.

Carmen Miranda foi uma figura emblemática no decorrer dos anos 30, período de solidificação das noções de brasilidade que ela ajudou a difundir. Uma portuguesa que cantando e dançando sambas e marchinhas, consagrou, no Brasil e no mundo, uma estilização que misturava elementos da baiana e da mulata: braceletes em tornozelos, pulsos e braços, brinco em círculo, turbante na cabeça, salto plataforma, colo, barriga, braços e pernas a mostra.

Programação completa

Música

Ná Ozetti  Dia 17. Terça, às 21h.
Neste show, a intérprete visita o repertório de Carmen Miranda, que, segundo ela, é referência fundamental em sua carreira. Com uma abordagem original da obra, a cantora apresenta um espetáculo minimalista, que não perde de vista os balangandãs daquela que inventou o modo de cantar sambas e marchinhas.
Recomendação etária: a partir de 10 anos. Duração: 80 minutos.
Ingressos: R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes), R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 16,00 (inteira).

Sapo Banjo Orquestra Dia 20/02. Sexta, às 20h.
Formada por 7 músicos jovens e inusitados, a banda de underground apresenta o show sapo banjo orquestra e carnaval, com um repertório instrumental especial, que ultrapassa as fronteiras do ska misturado com rock e ragga, para encontrar o repertório eternizado por Carmen Miranda, que completaria 100 anos em fevereiro.
Local: Área de Convivência. Livre para todos os públicos. Duração: 75 min. Grátis.

Yvette Matos e Banda  Dias 21/02. Sábado, às 17h.

Com uma roupa estilizada de baiana, um jeito irreverente e cheio de alegria, a intérprete passeia pelo repertório de Carmen, intercalando histórias e sátiras sobre os símbolos de brasilidade. O universo de marchinhas e sambas de carnaval também é uma homenagem aos compositores que Carmen gravou e imortalizou, tais como, Assis Valente, Ary Barroso, Lamartine Babo, Dorival Caymmi e outros.
Local: Área de Convivência. Livre para todos os públicos. Duração: 70 min. Grátis.

Revista do Samba  Dia 22/02. Domingo, às 17h.
O trio que possui três cds lançados e shows no Brasil e exterior apresenta o Especial Carmen Miranda, reunindo em um só show, um repertório da cultura musical brasileira, que tem influenciado gerações de cantores e compositores.
Local: Área de Convivência. Livre para todos os públicos. Duração: 80 min. Grátis.

Nas Batucadas da Vida  Dia 23/02. Segunda, às 17h.
Com formação de voz, violão, baixolão, flauta, bandolim e percussão, o show destaca os elementos essenciais para uma homenagem do tamanho da artista Carmen Miranda. Com repertório eclético, figurino, interpretações originais, textos, citações e outros elementos.
Local: Área de Convivência. Livre para todos os públicos. Duração: 75 min. Grátis.

Uli Costa e Bando da Rua  Dia 24/02. Terça, às 17h.
Vocalista do grupo Sandália de Prata, a cantora Uli Costa se apresenta com o grupo “O bando da Rua”. Formado por violão, cavaco, percussão e flauta, o repertório é uma homenagem a cantora Carmen Miranda, destacando os figurinos e adereços que marcaram sua personalidade.
Local: Área de Convivência. Livre para todos os públicos. Duração: 80 minutos. Grátis.

Oficinas

Balangandãs Carnavalescos
Confecção de adereços para cabeça, braços, pulseiras, fantasias de baiana de papel crepom, decoração de latas quadradas para brincar de "pé de lata" (imitação das sandálias plataformas de Carmen), confecção de pandeiros e chapéus de “malandro”.
Dias 21, 22, 23 e 24/02. Sábado e domingo, das 13h30 às 15h30; Segunda e terça, das 14h às 16h. Recomendação etária: a partir de 10 anos. Vagas: 40.
Retirar ingressos com 1h de antecedência na bilheteria da Unidade. Grátis.

Literatura

O que é que a Carmen Miranda tem? Com Ruy Castro
Dia 18/02. Quarta, às 20h.
Bate-papo com o escritor Ruy Castro, autor do livro Carmen, biografia clássica sobre a artista. Na conversa, Ruy falará sobre a vida e a obra de Carmen Miranda, também conhecida como a Pequena Notável, um mito que ainda hoje desperta paixões e controvérsias. Local: Teatro. Recomendação etária: Livre. Duração:
Retirar ingressos com 1h de antecedência na bilheteria da Unidade. Grátis.

Cinema e vídeo

Uma Noite no Rio  Dia 19. Quinta, às 19h.
EUA. 1941. 90min. 16mm. Gênero: Comédia Musical. Direção: Irving Cummings. Elenco: Alice Faye, Don Ameche, Carmen Miranda entre outros. Trata-se do segundo filme de Carmen Miranda em Hollywood que ressalta as características de Carmen. Don Ameche interpreta dois papéis, estrelando como o Barão Duarte (um rico industrial brasileiro) e como o artista Larry Martin (um jovem carioca que se parece muito com o magnata). Muito convenientemente, o ponto alto da interpretação de Larry é uma impecável imitação do industrial, que acaba impressionando os amigos e parceiros do Barão. Quando o Barão Duarte precisa deixar o Brasil para cuidar de negócios urgentes, Larry Martin é chamado para tentar deter os ataques dos poderosos inimigos do industrial. Após o filme haverá um debate com a professora Tânia da Costa Garcia (UNESP/Franca), e autora do livro “O it verde e amarelo de Carmen Miranda (1930-1946)”.
Local: Auditório. Recomendação etária: a partir de 10 anos. Duração: 90minutos.
Retirar ingressos com 1h de antecedência na bilheteria da Unidade. Grátis

A Grande Vedete Dia 20/02. Sexta, às 19h.
BRA. 1957. 97min. 16mm. Direção: Watson Macêdo, Elenco: Dercy Gonçalves, John Herbert, Marina Marcel. Janete a grande vedete, não percebe que já não pode representar certos papéis. Mas, ao assumir com dignidade a nova situação, descobre com surpresa, que o público a ama.
Local: Auditório. Recomendação etária: a partir de 10 anos. Duração: 97minutos.
Retirar ingressos com 1h de antecedência na bilheteria da Unidade. Grátis

Infantil

A Pequena Carmen  Uma história notável
Dia 21/02, 22/02. Sábado e domingo, às 16h.
Musical que conta histórias da infância de Carmen Miranda. O espetáculo traz marchinhas cantadas e tocadas ao vivo, manipulação de bonecos além de estabelecer uma relação de cumplicidade com o público, convidando à interação por meio de brincadeiras. Com a Cia. Conto de Duas. Teatro
Ingressos: R$ 2,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes), R$ 5,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 10,00 (inteira).

Entre Babados e Balangandãs