Dando sequência ao projeto Instrumental SESC Brasil, o grupo Ó do Borogodó se apresenta no próximo dia 21 de abril, terça-feira às 19 horas, no teatro da Unidade Provisória do SESC Avenida Paulista. Formado no bar de samba e choro da Vila Madalena de mesmo nome, o Ó do Borogodó é composto por Gian Correa (violão), Ildo Silva (cavaquinho), Alexandre Ribeiro (clarinete) e Roberta Valente (pandeiro). O compositor, flautista e saxofonista João Poleto será o convidado da banda e fará participações especiais em algumas músicas. A entrada é gratuita e os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência.

divulgação

Créditos:

Ó do Borogodó

No show, o grupo apresenta choros de autores tradicionais do estilo, como Esmeraldino Salles e Osvaldo Colagrande (Novato), K-Ximbinho (Ternura), Astor Silva (Chorinho de Gafieira) e Waldyr Azevedo (Vê se Gostas), além de canções de compositores contemporâneos como Altamiro Carrilho (Bem Brasil, Baião na Síria, Carioquinhas no Choro, Lyra, Deixa o Breque pra Mim e Esquerdinha na Gafieira), Toninho Ferragutti (Chapéu Palheta), Sivuca (Um Tom para Jobim) e João Bosco (Prêt-à-Porter de Tafetá).

O grupo gravou seu primeiro CD em 2007 pela gravadora Lua Discos, Um Tributo a Altamiro Carrilho, com o qual foi pré-indicado ao Prêmio TIM 2008. Já em 2008, o Ó do Borogodó participou, como convidado especial, da gravação do CD da Ternurinha da Jovem Guarda, a cantora Wanderléia. E não param por aí: neste ano, foram convidados para participar da gravação de duas músicas para o CD Tributo a Ataulfo Alves, a ser lançado pela Lua Discos.

O Projeto Instrumental SESC Brasil traz ainda em abril o trombonista Raul de Souza (dia 28) e segue com outros instrumentistas em maio, sempre às terças-feiras, às 19 horas, no Teatro Auditório da UNIDADE PROVISÓRIA SESC AVENIDA PAULISTA. Os shows do Instrumental SESC Brasil são transmitidos ao vivo pelos portais do IG (www.ig.com.br) e do SESC (www.sescsp.org.br). Após as apresentações, os artistas participam de um chat (nos mesmos endereços acima) comandado pela jornalista Patrícia Palumbo.

Ó do Borogodó