Palestra-oficina que mostra a ligação entre as estruturas observadas na natureza e as feitas pelo homem. Essas “estruturas invisíveis” envolvem conceitos como ritmo, ordem e harmonia, que influenciam a formalização do conhecimento. Por meio da exploração e confecção de poliedros, primeiramente estudados pelos gregos, os alunos são convidados a refletir de forma divertida a respeito da ética, lógica e estética no conhecimento.  Com Roberto Pompéia.

Estruturas invisíveis