Idade, cor, etnia, religião ou sexo. Quando o assunto é amor, nada disso importa. Na série "Todo Amor é Igual", o fotógrafo novaiorquino Braden Summers retratou com delicadeza e sensibilidade casais homossexuais de diferentes regiões do globo.

Summers viajou para a França, Índia, Líbano, Brasil, África do Sul, EUA e Reino Unido para capturar cumplicidade, paixão, desejo e companheirismo entre pessoas do mesmo sexo.

Segundo o fotógrafo, sua intenção com o trabalho foi desconstruir a imagem de "romance ideal" apenas entre pessoas do mesmo sexo e assim, ampliar o imaginário popular acerca da ideia de romantismo.