Uma cafeteria em Melbourne, na Austrália, resolveu cobrar uma taxa de 18% a mais dos clientes masculinos em qualquer produto para compensar a diferença salarial entre os sexos. As informações são do "Extra".

Handsome Her staff all set and ready to take over Brunswick. Alex & Belle have been roasting at Bureaux for the past few weeks; they've a coffee that tastes wonderful with their nut milk and an ingenious way to serve it without using paper takeaway cups. On August 1st, they open their doors!⠀ .⠀ #melbournecafes #vegan #emergencymugwall ???? @handsomeher

A post shared by Bureaux Collective (@bureauxcollective) on

O intuito dessa taxa chamada de "imposto de homem" é que o público feminino seja priorizado e, além disso, elas ainda ganham preferência nos assentos do Handsome Her, um café vegano focado no empoderamento feminino, responsabilidade social e justiça ambiental.

A ideia, segundo a proprietária Alex O'Brien, tem sido vista com bons olhos pelos clientes e alguns homens até doam um valor acima do que é cobrado. Alguns também criticam a medida e acusam de ser sexista.

  • Leia também:

'A cobrança desigual nas festas reforça o machismo', diz advogada