Como você leu aqui, as contas do deputado cassado, Eduardo Cunha, estavam zeradas quando a PF tentou bloquear a quantia de R$ 220,7 milhões à pedido da Operação Lava Jato. Sim, o dinheiro simplesmente sumiu!

Onde estará a fortuna desaparecida?

Créditos: Imagem de Divulgação

Onde estará a fortuna desaparecida?

Segundo os procuradores, o dinheiro seria proveniente de propinas que Eduardo Cunha teria recebido em ações que ele administrou dentro da Petrobras.

E pra que a gente consiga mensurar um pouco do que representa esta fortuna "desaparecida", uma matéria do Huffpost Brasil, da repórter Grasielle Castro, listou 5 diferentes investimentos para o nosso país que seriam possíveis com este valor. Dá uma olhada!

Alimentação

Com R$ 220,7 milhões é possível comprar 422,5 mil da cesta básica mais cara do País. Segundo o Dieese, a cesta básica em São Paulo custa R$ 475.

Emprego

Neste momento de crise, de desemprego em alta, os bens do ex-parlamentar são capazes de pagar um ano de salário mínimo (R$880) para 19 mil de trabalhadores. O País hoje tem cerca de 12 milhões de desempregados.

Casa

Com a fortuna do Eduardo Cunha investida em programas habitacionais como o Minha Casa Minha Vida também não faltaria lar para 3 mil famílias, considerando que seja investido R$ 66 mil em casa uma - mesmo valor que foi investido recentemente em Cuiabá.

Educação

Investidos todos os bens bloqueados do ex-deputado em educação básica, seria possível custear 73 mil de estudantes por um ano. Cada estudante custa ao Ministério da Educação R$ 2.739,80.

Esporte

Dava ainda para sustentar por um ano todos os 6.217 aletas apoiados pelo Bolsa Atleta e investir em outros 3,3 mil atletas. O orçamento para o programa este ano foi de R$ 143 milhões.