A nova campanha de moda da Versace está marcada por aplausos e críticas dos seguidores da marca nas redes sociais. A grife italiana foi criticada por escolher a modelo (branca e loira) Gigi Hadid, de 21 anos, para "interpretar" a mãe de duas crianças negras.

Na foto da campanha, Hadid é o centro das atenções, com o marido (negro) e um dos filhos (também negro) olhando para ela, como se a venerassem.

"Por favor, retirem esse anúncio da Versace, é constrangedor. O anúncio inteiro é focado na mãe de pele clara. Tanto as crianças como o pai olham para ela impressionados. As minorias são pouco representadas na indústria e, quando em comerciais, elas são quase SEMPRE retratadas na sombra de uma modelo de pele clara", comentou uma usuária no Instagram.

A escolha da modelo Hadid não foi o único erro da campanha da Versace. Além disso, o cenário da foto, Chicago, não veio com bons olhos. A cidade sofre com uma onda de violência que afeta, sobretudo, a população negra. Durante o Memorial Day, feriado nacional nos Estados Unidos, entre sexta e segunda-feira, 64 pessoas foram vítimas de tiroteios. Das vítimas, 52 eram negros, 11 hispânicos e apenas um branco.