São Paulo vai ganhar um novo mural de graffiti. O viaduto que faz ligação entre as avenidas 9 de Julho e 23 de Maio, será pintado em comemoração ao Dia Internacional da Juventude, comemorado em 12 de agosto.

A iniciativa é parte do projeto “Os muros têm vida”, idealizado pelo Grupo OPNI de Arte Urbana, que vai pintar cerca de 200 metros quadrados em nove dias. O painel vai retratar os jovens da periferia e do Centro em homenagem à data.

Grupo OPNI

Formado em 1997, o Grupo OPNI atua em diversas áreas das artes, como muralismo, plásticas e ilustrações, além de criar cenários e decorações em geral, sempre ressaltando a técnica do graffiti. Inicialmente formado por aproximadamente 20 jovens da periferia de São Paulo, hoje o Grupo conta com três integrantes: Cris Rodrigues, Vulgo Toddy e Val Alafiá, que pintam a seis mãos trabalhos relacionados à arte e à cultura brasileira. 

Dia da Juventude

O dia 12 de julho foi escolhido como Dia da Juventude na ocasião da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, realizada em Portugal em agosto de 1998. A ideia era celebrar a contribuição dos jovens com a sociedade e promover a conscientização sobre a situação mundial da juventude.

Desde então, em diversas partes do mundo, são organizadas atividades culturais e de lazer que estimulam a discussão sobre desafios a serem enfrentados. O tema que a ONU propôs para este ano é "Construindo um Mundo Melhor: Parcerias com a Juventude".

O tema está relacionado com um anúncio do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, que declarou como prioridade de sua agenda “o compromisso de envolver e trabalhar com e para os jovens”.

 

 

 

Agenda do Grupo OPNI em agosto:

Intervenção na “Mostra Cultural e Seminário Estéticas das Periferias”, no Centro Cultural São Paulo.

O OPNI vai fazer uma intervenção em graffiti na 2ª edição do evento Estéticas das Periferias, que visa discutir a cultura feita nas periferias, tendo com foco a produção artística, sua qualidade e sua originalidade.

Local: Centro Cultural São Paulo (CCSP) – Rua Vergueiro, 1000, Paraíso, São Paulo/SP.

Data: 23 de agosto (quinta-feira)

Horário: das 15h às 20h

Entrada Gratuita

Quinteto em Branco e Preto e OPNI na “Mostra Cultural e Seminário Estéticas das Periferias”, no Sesc Belenzinho – SP.

Enquanto o Quinteto em Branco e Preto passeia por clássicos do samba e por sucessos de sua carreira, suas letras serão retratadas em telas grafitadas simultaneamente pelo grupo OPNI, criando, assim, o cenário do show ao vivo.

Local: Sesc Belenzinho – Rua Padre Adelino, 1.000, Belenzinho, São Paulo/SP.

Data: 23/08 de agosto (quinta-feira)

Horário: 21h30

R$ 4 a R$ 16

“Esse graffiti vai dar samba” no Pagode da 27, Grajaú - SP

O OPNI leva para a comunidade do Grajaú o projeto que tem como objetivo a troca de informações entre as duas culturas - o Samba e a Arte Urbana. Enquanto canções de compositores locais e clássicos de grandes sambistas são entoados, os principais personagens, a poesia, a alegria e a descontração daqueles que levam a sério a valorização e resgate do samba de raiz serão retratados em painéis. “Esse graffiti vai dar samba” já passou por duas comunidades tradicionais da capital, Samba da Vela, de Santo Amaro, e Comunidade Samba Maria Cursi, de São Mateus.

Local: Pagode da 27 - Rua Manuel Guilherme dos Reis, s/nº, Grajaú, São Paulo/SP.

Data: 26 de agosto (domingo)

Horário: a partir das 18 horas.

Entrada gratuita