Se hoje é possível encontrar um amor através de aplicativos como o Tinder, por que não encontrar nosso futuro pet? Foi a partir deste questionamento que a psicóloga Andréia Freitas, de São Paulo, teve a ideia de criar o "Tinder Pet", por meio do qual é possível pessoas interessadas em adotar um animal encontrarem sua companhia perfeita.

Selo Facilite

Andréia conta que a ideia surgiu quando ela conheceu o Tinder, em 2016, mas que demorou para colocá-la em prática, pois precisava estruturar o funcionamento: “Eu tive a ideia de criar um ‘Tinder’ de animais assim que conheci o app, em 2016, porém, demorei muito tempo para estruturar como ele funcionaria porque não basta somente achar bichos fofinhos e pessoas interessadas. Eu criei todo o suporte para que ONGs promovessem o encontro dos animais com pessoas bacanas dentro daquilo que acreditamos ser uma posse responsável”.

Saiba mais detalhes e quando será lançado o aplicativo aqui.

Créditos: Reprodução

Psicóloga e ativista pelos direitos animais cria "Tinder Pet"

  • Leia também:

O cachorro preferido dos brasileiros é o... vira-lata

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.