Créditos: Reprodução / Facebook

Uma amiga da vítima denunciou o caso nas redes sociais

O vendedor Yuri Silvestre, de 21 anos, foi vítima de agressão e homofobia na Bubu Lounge, boate em São Paulo destinada ao público gay, na noite do último sábado, dia 23. De acordo com o relato publicado por Paola Menezes, amiga do jovem, o agressor é um homem heterossexual.

"No dia 23/12 meu melhor amigo (que é gay), foi agredido na balada #Bubu lounge (balada GLS por sinal), por um grupo de homens héteros que estavam ali para se aproveitar do ambiente que atrai mulheres e que para eles é "pouco competitivo", escreveu Paola em seu post no Facebook.

Yuri dançava na pista da festa, quando sem querer esbarrou no rapaz, que estava com um grupo de amigos. Antes que o vendedor pudesse pedir desculpas, o agressor deu um soco em seu rosto e outro no tórax. Com ajuda de colegas, o rapaz foi até a enfermaria para tratar os ferimentos.

  • Homofobia é CRIME. Veja aqui como denunciar casos como o de Yuri.

No entanto, quando Silvestre voltou para o espaço de dança, foi perguntar ao homem porque havia reagido de forma violenta, e acabou levando mais socos. "Voltei à enfermaria e a enfermeira chamou o segurança para me escoltar para fora", disse ao "Guia Gay São Paulo".

Em seguida, Yuri pediu ajuda para o gerente e o segurança da Bubu Lounge, que conversaram com os culpados e acreditaram na versão deles, de que a vítima teria provocado a violência. "Os funcionários do estabelecimento resolveram o assunto mandando meu amigo embora e deixando os héteros continuarem no ambiente", escreveu a amiga.

Em nota, a boate afirmou que "não admite nenhum tipo de violência e de discriminação, prezamos acima de tudo pela diversidade e pelo respeito ao nosso público". "Temos total certeza que qualquer situação que possa ter ocorrido dentro da casa de forma alguma tem relação com homofobia, pois isso é algo que não faz parte da nossa cultura e dos nossos valores."

Veja o post:

AGRESSÃO, OMISSÃO E HOMOFOBIA NA BUBU LOUNGENo dia 23/12 meu melhor amigo (que é gay), foi agredido na balada #Bubu...

Posted by Paola Menezes on Wednesday, December 27, 2017

  • Leia mais:

Hirota é acusado de homofobia e se manifesta nas redes sociais