A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP) atualizou nesta semana a lista de sites que devem ser evitados pelo consumidor durante as compras da Black Friday.  Ao todo,  são mais de 325 endereços virtuais, com reclamações registradas no órgão, estão descritas no material. Veja a lista atualizada na página do Procon-SP.

Créditos: Reprodução/Procon

Procon divulga lista de sites não confiáveis

Em ordem alfabética, a lista apresenta – além do endereço eletrônico da empresa – a razão social e o número do CNPJ ou CPF. Os sites irregulares foram também classificados pelo órgão de defesa do consumidor com as  condições “fora do ar” ou “no ar”.

Entre as principais reclamações dos consumidores sobre os endereços estão: falta de entrega do produto adquirido e ausência de resposta para a solução de problemas.

Veja a lista atualizada na página do Procon-SP.

Black Friday de 2017 deve movimentar R$ 2,2 bilhões, diz Google

Aviso Importante

A quantidade de produtos de estoques divulgados neste post é de responsabilidade da marca noticiada e não do Catraca Livre. O site é responsável apenas pela notícia e não pela entrega dos produtos.