Ilana Reznik transformou seu dom de falar e emocionar em uma maneira de ganhar a vida — ela recebe cerca de R$ 4 mil para realizar as cerimônias.

Quantas vezes um casamento que teria tudo para ser maravilhoso acaba ficando meio esquisito porque o padre, ou o juiz, ou quem faz o ritual, acaba errando o tom e deixando noivos e convidados constrangidos?

Ou, ainda mais comum, o sermão é tããão longo e cansativo que todo mundo fica torcendo para quilo acabar logo? Nada mais distante do serviço prestado pela Casamento Colorido, empresa que a publicitária Ilana Reznik, carioca de 30 anos, criou para exercer sua vocação e fazer disso um negócio.

Foto: Gustavo Marialva

Créditos: A cerimonialista unindo o casal Karine e Wagner: muitas sessões de entrevista antes de redigir cada texto (foto: Gustavo Marialva).

A cerimonialista unindo o casal Karine e Wagner: muitas sessões de entrevista antes de redigir cada texto

Ela sempre gostou de falar em público e fazia os discursos nas festas de família. Era a “oradora não oficial” de aniversário de tios, avós, festas de 15 anos, tudo. Todos sempre presumiam que Ilana iria falar alguma palavrinha, tendo ela se preparado ou não para isso.

Até que um dia, duas amigas (sim, duas meninas) de Ilana resolveram se casar. Por razões óbvias, elas não podiam celebrar na igreja nem fazer um casamento civil.

Neste momento, Ilana teve um insight: ela poderia realizar a solenidade! “A história das duas era tão bonita, elas tinham tanta coragem de fazer aquela união formal em meio a tantas pessoas, que eu achei que, por conhecê-las bem, poderia dar ao rito a grandiosidade que merecia”, conta. E se ofereceu para ser a celebrante.

Conheça essa história em detalhes no Projeto Draft, site que conta a história de empreendedores criativos do Brasil que estão gerando negócios inovadores e inspiradores.

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.