Após o sucesso de sua primeira e segunda edição em 2015 e 2016, o DOCSP – Encontro Internacional de Documentário de São Paulo acontece entre os dias 27 de setembro e 5 de outubro, na Unibes Cultural.

Na programação, seminários, laboratórios, atividades voltadas ao mercado e exibição de documentários inéditos no país com bate-papo ao final, com cineastas, pesquisadores, montadores, e especialistas de diversas partes do mundo, além de diversos canais de TV e produtoras brasileiras e internacionais que participam das atividades voltadas ao mercado.

Créditos: Istock/Getty Images

Programação traz seminários, laboratórios, exibições de filmes e rodadas de negócios para produtores, diretores, estudantes e interessados no tema

  • Panorama do cinema nacional 

O encontro abrange toda a cadeia produtiva audiovisual, desde a formação, com atividades de capacitação, seminários, laboratórios com documentaristas renomados do mundo todo, até rodadas de negócios, conferências para a indústria, prêmios para os melhores projetos circularem por festivais mundo afora, e exibições de documentários com a presença de seus diretores.

Os Seminários DOCSP acontecem nos dias 2, 3 e 4 de outubro e abordam temas como narrativas no documentário contemporâneo, montagem, coprodução, produção de impacto, com um time de participantes que inclui a montadora Claire Atherton, responsável por montar filmes da diretora francesa Chantal Akerman.

Participam ainda o brasileiro Carlos Nader, dentro seus filmes estão “Trovoada” , “Screen”, “A Paixão de JL”, entre outros; a espanhola Marta Andreu, produtora, foi coordenadora do Mestrado em Documentário Criativo da Universitat Pompeu Fabra, em Barcelona, também parte da equipe do DocMontevideo, e que já realizou oficinas e seminários no mundo todo.

  • Desenvolvimento e pós-produção

Os Laboratórios DOCSP acontecem de 27 de setembro a 5 de outubro e são espaços criativos pra trabalhar projetos de documentários em fase de desenvolvimento e pós-produção, já previamente inscritos. Eles serão analisados por tutores internacionais especializados, com o objetivo de fortalecer as propostas narrativas e dar acesso ao mercado.

São três tipos de laboratórios: DOC LAB, de 27 de setembro a 1 de outubro, para desenvolvimento de projetos, mostrando possibilidades criativas e oferecendo oportunidades para posicionamento no mercado internacional, ministrado por Marta Andreu e Marília Rocha; ROUGH CUT LAB, de 3 a 5 de outubro, voltado a montadores com o objetivo de discutir a construção narrativa e o papel do editor na criação do filme, ministrado por Claire Atherton; e  LAB  de IMPACTO SPCINE, dia 2 e 3 de outubro, laboratório com o objetivo de aproximar os produtores das práticas de produção de impacto para engajar a sociedade em torno da temática do filme realizando uma mudança social, ministrado por Martha Orozco, ganhadora do melhor filme documental no Festival de Cannes 2015, com “Allende, mi abuelo Allende“.

  • A sétima arte no mundo dos negócios 

Há, também, as atividades voltadas ao mercado. Entre os dias 3 e 4 de outubro, acontecem as Rodadas de Negócio, Conferências da Indústria e Encontros entre Produtores. As Rodadas de Negócio são reuniões agendadas com os canais de televisão, festivais internacionais e potenciais parceiros e os representantes dos projetos selecionados nas convocatórias do DOCSP, e acontecem nos dias 3 e 4 de outubro.

Como participar? 

Para garantir a compra de ingressos ou a participação em alguma atividade gratuita do evento, acesse o site da Sympla, clicando aqui. 

27 Set
a
05 Out

Diariamente de 27/09 (Qua) a 05/10 (Qui) das 09:00 às 18:30 

Unibes Cultural
Rua Oscar Freire, 2500 - Ao lado da estação Sumaré do Metrô Pinheiros São Paulo - SP
Estação Sumaré (Metrô - Linha 2 Verde)