Pesquisa realizada pela Hiring, consultoria especializada em recrutamento e seleção de profissionais, mostra a percepção das pessoas com deficiência de maior qualificação sobre o processo de recolocação e oportunidades no mercado de trabalho.

O estudo entrevistou pessoas com experiência média de 10 anos, que ocupam posições especialistas e executivas em áreas técnicas e administrativas.

Confira o que dizem profissionais com deficiência que atuam há dez anos no mercado

Créditos: Reprodução

Confira o que dizem profissionais com deficiência que atuam há dez anos no mercado

Com o objetivo de compreender a percepção dos profissionais, sobretudo quanto ao processo de recolocação, a pesquisa revela pontos importantes sobre o tema. Confira:

- 78% dos entrevistados afirmam que não mencionam a deficiência no currículo.

- Durante o processo seletivo, 60% deles mencionam que possuem uma deficiência, enquanto 40% somente se forem questionados.

- O número reforça o indicador de 39% dos entrevistados que mencionaram não atuar pela Lei de Cotas em todas as empresas, embora tenham uma deficiência.

- Um outro fator relevante é que 80% dos profissionais consideram que a maior parte das empresas oferecem posições muito operacionais e dificilmente posições mais sêniores que exijam maior nível de qualificação e atrelam as contratações apenas ao cumprimento da Lei de Cotas.