Créditos: Reprodução / Facebook

Luisa Mell é conhecida por seu ativismo pelos direitos dos animais

No "Programa do Porchat" desta quarta-feira, dia 6, a apresentadora Luisa Mell falou sobre o preconceito que sofre por ser vegana e defendeu os direitos dos animais.

"Muita gente me odeia, eu sei. No fundo, as pessoas sabem que a gente está com a razão. Quando você começa a falar, elas percebem que não é uma bobagem atrás da outra", declarou a ativista.

"Hoje em dia, cada vez mais as pessoas lidam com pets e desenvolvem esse amor, o cachorro vira um membro da família. De alguma maneira, ela se sente constrangida por saber que milhões de cachorros estão sendo submetidos a testes cruéis para um novo batom ser lançado", completou.

Durante a entrevista, ela também relembrou brigas que já teve com as indústrias em sua luta contra o consumo de carne. "É muito difícil mudar, a gente vive numa sociedade que a indústria alimentícia, de cosmético e vestuário é bilionária e não quer deixar falar muito sobre isso. Os animais são explorados por todos os setores. Eu comprei briga e sou odiada por todos os setores da sociedade."

Luisa Mell rebateu, ainda, o argumento de que adotar uma dieta vegada seja mais caro. "Já viu quanto você gasta na feira e quanto gasta no açougue? Alguns produtos industrializados são mais caros porque o público que consome é menor, precisa ser produzido em larga escala para ficar mais barato. Mas você pode fazer sua dieta vegana sem esses produtos industrializados. É até mais saudável", explicou.

  • Leia também:

Com ilustrações, livro propõe explicar veganismo para crianças