Nos últimos anos vem crescendo o número de destinos que estão impondo restrições e até mesmo limitando o número de pessoas por conta da degradação ou pelo comportamento nada respeitoso de alguns turistas.

O tema até foi reportagem do jornal “The Independent” no ano passado. O tabloide britânico listou oito destinos que odeiam ou rejeitam os turistas.

Lugares como Amsterdã (Holanda), Santorini (Grécia) e Arlington (EUA) fazem parte da lista onde o turista não é mais visto com bons olhos --é claro que não é com todos.

Em algumas cidades até ocorrem protestos, como em Barcelona (Espanha). Um exemplo é o bairro costeiro de Barceloneta. Os moradores protestam há anos por conta da bebedeira e sexo em espaços públicos.

ondemand_video Vídeos do Catraca

Em Roma, a prefeitura fez um teste para controlar o acesso de turistas à Fontana di Trevi, um dos cartões-postais da cidade.  Uma lei também proibi moradores e turistas de entrar nas fontes para tomar banho ou sentar no mármore dos monumentos. Quem descumprir regra paga multa de até R$ 885,60.

Conheça 13 lugares onde o turista já não é tão bem-vindo:

1 - Veneza, Itália

Créditos: Jan-Otto/iStock

Os moradores de Veneza se queixam de que o turismo, incluindo os navios de cruzeiro, é responsável pelo aumento da poluição na cidade

2 - Dubrovnik, Croácia

Créditos: sunlow/iStock

Por conta do sucesso "Game of Thrones", Dubrovnik viu um aumento significativo no turismo nos últimos anos. A cidade costeira croata que limitar o número de turistas

3 - Islândia

Créditos: Gerardo_Borbolla/iStock

A Islândia é um popular destino de férias, especialmente devido aos preços de passagens aéreas. No entanto, todo o país ficou sobrecarregado com os turistas nos últimos anos

4 - Cozumel, México

Créditos: KenWiedemann/iStock

Cozumel é o segundo destino de cruzeiros mais popular do mundo. Esse tráfego tem danificado os corais que cercam a ilha mexicana

5 - Barcelona, ​​Espanha

Créditos: cenkertekin/iStock

Vista da praia Barceloneta, em Barcelona; moradores reclamam da bebedeira e sexo em áreas públicas

6 - Santorini, Grécia

Créditos: MichaelUtech/iStock

Um dos destinos mais populares no verão europeu, Santorini impôs um limite de visitantes dos cruzeiros a 8 mil por dia

7 - Roma, Itália

Créditos: VvoeVale/iStock

Fontana Di Trevi, um dos cartões-postais de Rome; prefeitura da cidade proibiu nadar e sentar nas fontes da capital italiana

8 - Grande Ilha Major Cay, Bahamas

Créditos: Instants/iStock

Moradores dizem que turistas estão causando a morte dos famosos porcos nadadores de Major Cay ao alimentarem os animais na areia

9 - Amsterdã, Holanda

Créditos: santi-jk/iStock

Em resposta a um aumento do turismo, a cidade colocou restrições às plataformas de aluguel de casas

10 – Cuba

Créditos: Stephen Barnes/iStock

O número recorde de 3,5 milhões de visitantes em 2016 levou a uma falta de comida para os habitantes locais, que também não conseguem pagar por muitos itens básicos, que subiram de preços por conta dos turistas

11 – Butão

Créditos: Sabine Hortebusch/iStock

Butão tem uma política de "turismo de alto valor e baixo impacto". O resultado é que o número de turistas é restrito e que a maioria dos visitantes tem que pagar £ 190 por dia

12 - Cinque Terre, Itália

Créditos: tupungato/iStock

Com o crescente número de visitantes, em fevereiro de 2016, o vilarejo introduziu um sistema de controle limitando a 1.500 pessoas por dia

13 - Arlington, EUA

Créditos: wellesenterprises/iStock

Em 2015, a companhia aérea Stratos Jets analisou mais de 37 mil tuítes para determinar quais locais nos EUA eram mais amigáveis --e mais hostis-- para os visitantes. Claro, está longe de ser científico, mas os resultados indicaram que Arlington, Texas, era o destino menos turístico do país devido ao seu estigma dos moradores não serem tão amigáveis com os turistas

5 dicas infalíveis para comprar passagens aéreas baratas