No começo de fevereiro, o piracicabano Matheus Boscariol, 28 anos, resolveu colocar a mochila nas costas e viajar pelo Brasil.

O objetivo é conhecer todos os Estados brasileiros. Para se manter, Matheus trabalha voluntariamente em troca de hospedagem e alimentação.

Créditos: Arquivo pessoal

O o piracicabano Matheus Boscariol está há quase 11 meses mochilando pelo Brasil

"Tomar a decisão de viajar a longo prazo não é algo tão simples quanto parece! É um processo que pode levar dias, meses ou até anos", conta Matheus.

Confira abaixo um relato da aventura:

No dia 13 de fevereiro desse ano, dei o primeiro passo em busca de uma nova aventura, a qual já era uma vontade de longa data, que estava apenas adormecida em mim.

A ideia era sair para conhecer melhor o nosso Brasil, viajando e me virando por um período de mais ou menos 1 ano!

Está dando certo! Agora, com com quase  11 meses de viagem já passei por Minas Gerais e todos os Estados do Nordeste!

Créditos: Arquivo pessoal

Matheus nos Lençóis Maranhenses

Foram mais de 30 cidades percorridas e visitadas, com direito a algumas paradas um pouco mais longas: Ouro Preto em Minas Gerais, Caraíva, na Bahia, Jericoacoara,no Ceará, e agora Barreirinhas, no Maranhão.

Como está sendo viajar pelo Brasil?

Tomar a decisão de viajar a longo prazo foi algo que me levou um certo tempo, apesar de como ter dito anteriormente, era algo que já estava presente na minha mente.

A razão principal para dar asas a esse plano era bem simples e clara: proporcionar um pouco mais de plenitude para a minha vida, que estava boa, mas bem padrãozinho (casa… trabalho...trabalho… casa… diversão somente nos fins de semana ou perto dele.) Isso me incomodava muito!

Hoje posso dizer que sou muito mais feliz! Quando faço a comparação de como estou hoje em relação há um ano atrás, tenha certeza que a cada dia me sinto muito mais mais pleno.

Afinal, sair da zona de conforto meio que virou lei em toda essa jornada e isso vem me proporcionando um crescimento gigantesco. Em grande parte dos meus dias pude experimentar as mais diversas situações e sentimentos que envolvem se mexer para fazer algo diferente.

Créditos: Arquivo pessoal

Caraíva, no sul da Bahia

A realidade é que somente minha mochila, meu saco de dormir, uma barraca e um notebook me acompanham nesse caminho. Viajar sozinho é uma arte, e quem entra de cabeça nessa experiência tem a chance de colher coisas fantásticas.

Apesar de estar na estrada há um longo tempo, ainda me considero um aprendiz de viajante!

Se pudesse sintetizar tudo isso de alguma maneira, destaco que iniciei um processo em que muitas descobertas surgiram, desde lugares, pessoas, amigos, histórias e até sentimentos.

Destaco que, nessa jornada, já fui ajudado por muita gente e também forneci ajuda sempre que pude, coisas inesperadas acontecerem, muitas delas foram gratificante, houve mudanças de rotas e também algumas decepções, mas acima de tudo muito aprendizado e sensações boas!

Além disso, teve também muito trabalho! Isso mesmo, trabalho! Você sabia que é possível trabalhar enquanto está viajando? Vou falar um pouco mais sobre isso a seguir.

O que fazer para se manter viajando a longo prazo?

Uma das coisas que muitos me perguntavam antes de começar essa viagem e também durante o meu percurso, é como estou fazendo para me manter financeiramente.

A minha realidade é que eu não tenho e nunca tive uma reserva financeira muito grande, por isso a possibilidade de tirar um ano totalmente sabático sempre foi uma realidade quase impossível.

Por muitas vezes isso me desanimou, mas me motivou também a começar a pesquisar maneiras alternativas de conseguir viajar sem muita grana.

Obviamente que há diversas formas de baratear uma viagem, principalmente aproveitando do recurso de caronas e hospedagens solidárias. Mas aqui, vou focar no que está relacionado a trabalhar enquanto viaja. Ok?

Para saber um pouco mais de como andam as aventuras de Matheus pelo Brasil, acesse o blog fazeraquelasuaviagem.com.br.

Roteiro e dicas de mochilão pelo Nordeste