A fotógrafa humanitária Nancy Borowick, iniciou em 2013 um projeto particular chamado ‘Cancer Family’. A série registrou a batalha dupla contra a doença quando seus pais tiveram câncer ao mesmo tempo.

Por meio da fotografia, Nancy deu um vislumbre íntimo e pessoal da jornada de sua família, como aponta o NPR.

"Das quimioterapias de sete horas às corridas com mamãe e suas listas de afazeres, eu estava lá, com minha câmera no meu ombro" disse Borowick que registou a luta dos pais por 24 meses.

O projeto acabou virando o livro ‘The Family Imprint: A Portrait of Love and Loss’ (O Impresso da Família: Um Retrato de Amor e Perda, em português). As imagens, em preto e branco, mostram momentos específicos da jornada de seus pais, focando não só nos tratamentos e lágrimas, mas também na maneira como seus pais continuaram a viver suas vidas, independente da doença.

São cenas de festas, descontração, risos e amor, mas também há registros dos momentos de luta do casal: "Eles foram a definição de força e coragem, ver essas imagens me reforça a importância de não deixar o medo me impedir. Também me lembra de apreciar cada dia e não perder a perspectiva. Como mamãe me disse uma vez: ‘Aqui também há vida’”.

Nancy conta que a mãe já havia feito alguns tratamentos contra um câncer de mama ao longo de 15 anos, quando o pai descobriu que tinha um câncer no pâncreas que estava no estágio 4.

“Todo mundo lida com os seus medos, especialmente a morte, à sua maneira. Minha família se apoiou sobre o humor para passar por este momento difícil. Quando meu pai, Howie ,morreu tinha 58 anos. Minha mãe, Laurel, tinha 59 anos quando faleceu, um dia antes do aniversário da morte de meu pai. Mas o mais notável foi como esses últimos meses foram preenchidos com amor e vida”.

Veja algumas fotos do livro de Nancy:

1/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

Fotos retratam momentos de amor

2/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

E também de celebração

3/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

Um bilhete de amor do casal

4/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

5/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

Casal não abriu mão do bom humor

6/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

Jantar em família

7/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

O dia em que o pai de Nancy ajudou a esposa a cortar o cabelo

8/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

9/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

Howie morreu aos 58 anos. Laurel, tinha 59 anos quando faleceu, um dia antes do aniversário da morte do marido

10/10

Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

"Ver essas imagens me reforça a importância de não deixar o medo me impedir. Também me lembra de apreciar cada dia e não perder a perspectiva", diz Nancy

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    1/10

    Fotos retratam momentos de amor

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    2/10

    E também de celebração

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    3/10

    Um bilhete de amor do casal

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    4/10

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    5/10

    Casal não abriu mão do bom humor

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    6/10

    Jantar em família

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    7/10

    O dia em que o pai de Nancy ajudou a esposa a cortar o cabelo

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    8/10

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    9/10

    Howie morreu aos 58 anos. Laurel, tinha 59 anos quando faleceu, um dia antes do aniversário da morte do marido

  • Crédito da imagem: Foto: Nancy Borowick

    10/10

    "Ver essas imagens me reforça a importância de não deixar o medo me impedir. Também me lembra de apreciar cada dia e não perder a perspectiva", diz Nancy