Um britânico de 47 anos, teve uma surpresa boa ao descobrir que um suposto tumor em seu pulmão era, na verdade, um objeto inusitado dentro de seu corpo.

Créditos: Foto: BMJ Case Report

Objeto permaneceu por 40 anos no corpo de paciente sem ser notado

O paciente - que não teve o nome revelado - vive na cidade de Preston, em Lancashire, Inglaterra, resolveu procurar uma clínica respiratória após ficar um ano sentindo-se mal e tossindo um muco amarelado, conforme matéria do The Guardian.

Os médicos prontamente solicitaram um raio-x, que revelou uma massa em seu pulmão, levantando a suspeita de câncer.

Porém, ao fazer uma broncoscopia para ajudar a determinar o diagnóstico, felizmente os especialistas descobriram que o ‘tumor’ era, na verdade, um brinquedo. Mais especificamente um cone de trânsito de Playmobil.

Créditos: iStock/portostock

a

"Seguindo o procedimento, o paciente relatou que ele brincava regularmente e chegou a engolir peças de Playmobil durante sua infância” escreveram os médicos no BMJ Case Reports.

O homem lembra que ganhou o brinquedo aos 7 anos de idade e foi nessa época que engoliu o cone.

Os doutores disseram que esse foi o primeiro caso relatado de um corpo estranho traqueobrônquico que foi negligenciado por 40 anos. Acrescentando que, durante a infância, o objeto pode ter sido absorvido no revestimento do pulmão, que se desenvolveu ao redor.

"Isso pode ser porque uma aspiração ocorreu em uma idade tão jovem que a via aérea do paciente foi capaz de remodelar e se adaptar à presença desse corpo estranho", disse o relatório.

O caso foi relatado no final de setembro deste ano e, após quatro meses da remoção do pequeno cone de trânsito, a tosse cessou e outros sintomas melhoraram acentuadamente.

Sintomas da doença

Segundo o mastologista José Carlos Campos Torres explica em matéria do Minha Vida, parceiro do Catraca Livre, os sintomas iniciais do câncer de pulmão podem ser facilmente confundidos com doenças comuns.

Entre eles, mudanças características da tosse, como aumento da frequência e produção de catarro. Além de falta de ar, chiado no pulmão, presença de sangue no escarro e dor no peito.

A detectar esses sinais, é importante procurar um especialista que pode solicitar alguns exames para ajudar no diagnóstico, como:

  • Broncoscopia
  • Cintilografia óssea
  • Tomografia computadorizada do tórax
  • Radiografia torácica
  • Estudos citológicos de fluido pleural ou saliva
  • Biópsia pulmonar com agulha
  • Biópsia pulmonar cirúrgica.

Leia a matéria completa.

Mulher descobre câncer após manicure alertá-la sobre sinal