Créditos: domínio público/pixabay

Entre os países que mais enviavam lixo para a China estão Reino Unido, Japão e Estados Unidos

É mesmo um negócio da China. O trocadilho infame é para descrever um negócio indecente que vem acontecendo há anos. Cruzando os mares do mundo, bilhões de toneladas de resíduos plásticos deixam os países onde são gerados com destino aos centros de reciclagem chineses.

Pois desde janeiro deste ano, o maior consumidor global de lixo plástico vai parar de importar resíduos de outros países – mais exatamente, 7,3 milhões de toneladas por ano –, metade que é produzido no planeta. Além do plástico, fazem parte do veto sobras de papel e têxteis.

E o que acontecerá com o lixo dos países que mandavam seus resíduos para a China? Veja a resposta aqui, na matéria do Conexão Planeta.

  • Leia mais:

Chile é o primeiro país latino a proibir uso de sacolas plásticas

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.