Um trecho da BR-101 entre Palhoça (SC) e Osório (RS) está recebendo um esquema de sinalização comum em outros países, mas ainda não explorado no Brasil: a sinalização verde. Por meio de diferentes tipos de vegetação, motoristas podem ser avisados de curvas acentuadas, paradas de ônibus, pontes e outros pontos que requerem maior atenção ao volante.

A técnica, obviamente, não substitui a sinalização tradicional, mas atua de maneira complementar. Em canteiros centrais, por exemplo, arbustos servem para impedir que a visão de motoristas seja ofuscada pelos faróis de carros trafegando no sentido contrário.

Divulgação Dnit

Créditos:

Arbustos em canteiro central servem para impedir que visão de motorista seja ofuscada por luzes de carros no sentido contrário

Outras vegetações, como maciços arbóreos em curvas acentuadas e ipês enfileirados ao lado de paradas de ônibus já foram plantadas. mas levarão algum tempo para crescer. O trecho entre os municípios gaúchos de Osório e Túnel do Morro Alto já está finalizado.

As espécies usadas na sinalização incluem paineiras, caliandras, manacás-da-serra e buriti-palito. Mais de 60 mil árvores e arbustos serão utilizados. O custo estimado pelo  Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes é de R$ 2,3 milhões para instalar a vegetação nos 348 km do trecho da BR-101.