Últimas notícias:

Loading...

Ator Sérgio Mamberti morre aos 82 anos em São Paulo

O artista, que deu vida ao Dr. Victor, do Castelo Rá-Tim-Bum, estava intubado, com uma infecção nos pulmões, e morreu devido à falência múltipla de órgãos

Por: Redação

O ator Sérgio Mamberti, de 82 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira, 3, em São Paulo. O artista estava internado em um hospital da rede Prevent Sênior, na capital paulista. A informação foi confirmada por um dos filhos do ator, Carlos Mamberti.

sergio mamberti
Crédito: Reprodução/Instagram/@gazetamulheresAtor Sérgio Mamberti morre aos 82 anos em SP

O ator, diretor, produtor, autor, artista plástico enfrentou alguns problemas de saúde ao longo de 2021, e chegou a ser internado outras duas vezes por disfunção renal e pneumonia.

Sérgio Mamberti e o Dr. Victor

Crédito: Reprodução/TV CulturaDr Victor (Sérgio Mamberti) e Nino (Cássio Scapin)

RAIOS E TROVÕES ⚡😥 Foi com o Dr. Victor, do “Castelo Rá-Tim-Bum”, exibido pela TV Cultura, que o ator deixou sua marca mais saudosa. Uma legião inteira de crianças da década de 1990 hoje chora a morte de um de seus principais ídolos.

A carreira de Sérgio Mamberti

Sergio Duarte Mamberti nasceu em 1939 em Santos, litoral de São Paulo. Ainda adolescente, teve seu primeiro contato com a dramaturgia e ao participar, junto com amigos, de um grupo de teatro, descobrindo aí sua verdadeira vocação.

A partir daí, ele foi buscando por aprimoramento e estudando. Formou-se em Artes Cênicas pela Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo (SP) e estreou profissionalmente em 1963, com a peça Antígone América.

No teatro, participou de O Balcão, em uma releitura feita em 1968 que criticava a Ditadura Militar (1964-1985), Réveillon, pela qual venceu o Prêmio Molière de melhor ator em 1975, além do clássico Hamlet (1984) e O Evangelho Segundo Jesus Cristo (2001). O ator ainda trabalhou em parceria com seu irmão, Cláudio Mamberti (1940-2001), em diversas outras obras teatrais. A última atuação no teatro foi em O Ovo de Ouro, há dois anos, em 2019.

Mamberti também fez longa trajetória da televisão. Estreou fazendo novela com o personagem Tenório, em Ana (1968), exibida na TV Record. Por lá, ele ainda estrelou Algemas de Ouro (1969), As Pupilas do Senhor Reitor (1970), Os Deuses Estão Mortos (1971) e Quarenta Anos Depois (1971). Na Manchete, esteve em Dona Beija (1986), Helena (1987), A História de Ana Raio e Zé Trovão (1990) e Pantanal (1990).

O ator passou a trabalhar na TV Globo e interpretou Galeno Sampaio, em Brilhante (1981), Antônio, em Transas e Caretas (1984). A consagração na TV veio com o mordomo Eugênio em Vale Tudo (1988). Na reta final da novela, era apontado nas ruas por ser um dos suspeitos de matar Odete Roitman, personagem de Beatriz Segall (1926-2018).

Daí surgiu, talvez, seu trabalho mais marcante na TV, o doutor Victor, do Castelo Rá-Tim-Bum (1994-1997), como já citamos acima. “Digo que é minha obra-prima porque une educação, cultura e comunicação”, disse Mamberti.

Outras novelas com personagens marcantes para o ator foram Anjo Mau (1997), A Muralha (2000), O Clone (2001), Essas Mulheres (2005), O Profeta (2006), O Astro (2011) e Sol Nascente (2016). Em 2013, Mamberti teve destaque como o vilão Dionísio em Flor do Caribe, novela reprisada em 2020, durante a pandemia da Covid-19.

Já no cinema, participou de produções como Toda Nudez Será Castigada (1973), Parada 88 – O Limite de Alerta (1978), O Homem do Pau-brasil (1982), A Dama do Cine Shanghai (1987), Perfume de Gardênia (1992), Brava Gente Brasileira (2000), Xuxa Abracadabra (2003), O Homem Que Desafiou o Diabo (2007), Aconteceu no Bixiga (2012), O Inventor de Sonhos (2013) e O Pastor e o Guerrilheiro (2021).

Mamberti foi um ator completo, tendo ainda, em 2016, estreado no streaming na série 3% (2016-2020), da Netflix.

Compartilhe:

Tags: #Famosos