Últimas notícias:

Loading...

Constelação de satélites assusta moradores do interior de SP e PR

O avistamento dos satélites ocorre normalmente após o pôr ou antes do nascer do sol

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Um rastro luminoso no céu assustou moradores do interior de São Paulo e do Paraná noite da última segunda-feira, 24. As ‘luzes voadoras’ são na verdade a constelação de satélites Starlink.

Os objetos foram avistados por moradores de Sarapuí (SP), Cascavel (PR) e Porto Alegre (RS).

Constelação de satélites
Crédito: Divulgação/Clube de Astronomia CentauriA constelação de satélites Starlink foi vista no céu da região de Itapetininga, interior de SP

“Fiquei assustado, porque não é algo que a gente vê no dia a dia. Comecei a contar e vi mais de 20 ‘estrelas’, mas passaram bem mais”, o estudante paulista Douglas Pulga ao G1.

O avistamento dos satélites ocorre normalmente após o pôr ou antes do nascer do sol, dependendo da trajetória no céu e da inclinação em relação ao sol.

“Os satélites não possuem luz própria como as estrelas, apenas refletem a luz solar”, explica o professor de física e astrônomo Rodrigo Raffa, ouvido pelo G1.

A constelação de satélites

A constelação de satélites Starlink é um projeto em desenvolvimento da SpaceX, do bilionário Elon Musk, para implementar para prover internet banda larga com preços acessíveis e em pontos antes não atendidos pelas redes atuais.

O projeto ambicioso é criar uma mega constelação, formada por, pelo menos, 12 mil satélites em órbita. A SpaceX já teria pedido autorização para lançar outros 30 mil.

Atualmente orbitam sobre a Terra 653 satélites, a uma altitude de aproximadamente 550 quilômetros. O primeiro lançamento, ainda em fase experimental, ocorreu em fevereiro de 2018, quando foram enviados dois satélites  –Tintin A & B.

Compartilhe: