Escritor Sérgio Sant’Anna morre aos 78 anos, vítima do coronavírus

Seu último livro, "Anjo noturno", foi lançado em 2018

Por: Redação

O escritor carioca Sérgio Sant’Anna, 78 anos, morreu neste domingo, 10. Ele estava internado desde o último dia 3 no hospital Quinta D’Or, em São Cristovão, zona norte do Rio, por causa do novo coronavírus (covid-19).

A notícia foi divulgada pela irmã do autor, a também escritora Sonia Sant’Anna, por meio de seu perfil no Facebook.

Crédito: Walter Craveiro/DivulgaçãoO escritor Sérgio Sant’Anna durante sua participação na Flip 2018

Ele deixa dois filhos, os escritores Ivan e André Sant’Anna.

Meus queridos, o Sergio se foi. Depois a gente se fala mais.É tão estranho saber que não vou mais ver aquele que…

Posted by Sonia Sant'Anna on Sunday, May 10, 2020

Mestre do conto

Um dos principais escritores brasileiros, Sérgio Sant’Anna completou 50 anos de carreira em outubro do ano passado. Ele era considerado um dos mestres do conto no país.

Contista, romancista, poeta e professor, Sérgio Sant’Anna estreou na literatura em 1969, com o livro de contos “O sobrevivente”, obra que o levou a participar do International Writing Program da Universidade de Iowa (EUA).

Em mais de 50 anos de carreira, Sant’Anna venceu quatro vezes o Prêmio Jabuti, três vezes o Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA_ e uma vez o prêmio da Biblioteca Nacional.

O escritor teve sua obra traduzida para o alemão, italiano, francês e tcheco.

Seu último livro, “Anjo noturno”, foi lançado em 2018.

Compartilhe: