Últimas notícias:

Loading...

Ídolo do Corinthians, Rincón morre aos 55 anos após acidente de carro

Freddy Rincón estava internado desde segunda-feira, em estado grave

Por: Redação

Freddy Rincón, ídolo do Corinthians, morreu na noite desta quarta-feira, 13. Aos 55 anos, o ex-jogador não resistiu aos ferimentos causados por um grave acidente de carro na madrugada da última segunda-feira, 11, em Cali, na Colômbia.

Crédito: Reprodução/RecordTVÍdolo do Corinthians, Rincón morre aos 55 anos após acidente de carro

O atleta sofreu um traumatismo craniano e passou por uma cirurgia que durou 2 horas e 45 minutos, mas seu quadro permaneceu muito grave. Nesta madrugada, Rincón faleceu. A clínica onde ele estava internado confirmou a morte.

“Apesar de todos os esforços realizados por nossa equipe médica e assistencial, o paciente Freddy Eusebio Rincón Valencia faleceu no dia de hoje, 13 de abril de 2022. Lamentamos profundamente este acontecimento sensível, e estendemos nossas mais sentidas condolências a familiares, amigos, parentes e fãs. Jamais haverá forma de expressar o que isso realmente significa para nós. Convidamos todo a país a recordá-lo com alegria por tudo que nos presentou em vida com suas conquistas esportivas”, diz a nota.

Freddy Rincón jogou por clubes colombianos, brasileiros e europeus, tendo passagem marcante no Corinthians, Palmeiras, Napoli. Ele também foi o primeiro colombiano a atuar pelo Real Madrid. O ex-jogador atuou pela seleção colombiana de 1990 a 2001, tendo participado de três Copas do Mundo.

“[Sua morte] representa uma grande perda para sua família e amigos, e também é uma partida infeliz para o nosso esporte, onde sentiremos sua falta e o lembraremos com muito carinho, apreço, respeito e admiração. Enviamos força, apoio e nossas condolências à sua família”, escreveu a Federação Colombiana de Futebol em nota.

No Corinthians, Rincón marcou época com uma equipe que tinha Marcelinho, Ricardinho, Luizão, Dida, Vampeta e outros craques. O colombiano foi o capitão do timão responsável por levantar a taça do primeiro Mundial de Clubes da FIFA, vencido pela equipe alvinegra, em 2000.

Compartilhe: