Últimas notícias:

Loading...

Após treta no aeroporto, coelho consegue embarcar em voo internacional

Após uma briga generalizada no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, que viralizou nas redes sociais, donos conseguem voar para Dublin com o animal

Por: Redação

Após a treta no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, que viralizou nas redes sociais, o coelho proibido de embarcar, na última quinta-feira, 18, conseguiu viajar, em um voo internacional da empresa KLM, para Dublin, na Irlanda.

Crédito: ReproduçãoApós treta no aeroporto, coelho consegue embarcar em voo internacional

O passageiro tinha autorização da Justiça para viajar com seu coelho de estimação, no entanto, na hora do embarque o animal foi impedido por funcionários da KLM de voar. Neste momento, se iniciou a confusão generalizada.

A treta consistia no dono do coelho e nos funcionários da companhia aérea trocando xingamentos e acusações. Um vídeo registrou toda confusão e viralizou nas redes sociais.

Sob escolta da polícia, na sexta-feira, o coelho embarcou.

Segundo os advogados do passageiro que queria transportar seu coelho de estimação, uma segunda autorização foi emitida pela Justiça, o que garantiu o embarque.

Depois da treta no aeroporto e antes do embarque do coelho ser resolvido, a KLM se manifestou sobre o caso, lamentou o ocorrido. Naquele momento, a empresa manteve o posicionamento de que não é possível viajar com roedores na cabine.

“Ao contrário de cães e gatos, animais roedores não podem ser transportados na cabine da aeronave por razões de segurança, motivo pelo qual os passageiros não puderam embarcar no voo da KLM desta quinta-feira (18/11) em São Paulo com seu coelho”, explicou.

Porém, coelhos não são roedores, mas lagomorfos. Isso porque eles têm quatro dentes incisivos, enquanto os roedores, como ratos e chinchilas, têm apenas dois.